Meu Ingresso: Não somente vi o Garbage mas conversei com a banda!

Jamais imaginava abrir meu coração dessa forma, em um post aqui no blog. Eita. Por isso ele ficou grandinho. 

Eu não posso falar que tive uma adolescência difícil. Afinal, só por ter tido casa, comida e roupa lavada, ela foi muito mais fácil do que a de, pelo menos, 70% da população mundial*.

Mas o que posso falar é que, definitivamente, não foi a época mais legal. Afinal, quando se passa dias indo a escola sem conversar com absolutamente ninguém; tendo notas absurdamente frustrantes; não se interessando por nem 5% do que os seus colegas faziam; sem ter nenhum rapaz que olhasse de volta e pensando que tinha algo errado comigo; não dá pra falar que eu estava dando saltinhos de alegria e mergulhando em mar de rosas, né?

E, por que escrevo isso?

Porque isso é muito relevante para que se entenda a importância que o Garbage tem na minha vida.

IMG_1781

Acervo Pessoal

E eu pude vê-los na última quarta. Na grade! E conhecê-los!

Muito mais um sonho realizado.

Continuar lendo

Anúncios