Meu Ingresso: Não somente vi o Garbage mas conversei com a banda!

Jamais imaginava abrir meu coração dessa forma, em um post aqui no blog. Eita. Por isso ele ficou grandinho. 

Eu não posso falar que tive uma adolescência difícil. Afinal, só por ter tido casa, comida e roupa lavada, ela foi muito mais fácil do que a de, pelo menos, 70% da população mundial*.

Mas o que posso falar é que, definitivamente, não foi a época mais legal. Afinal, quando se passa dias indo a escola sem conversar com absolutamente ninguém; tendo notas absurdamente frustrantes; não se interessando por nem 5% do que os seus colegas faziam; sem ter nenhum rapaz que olhasse de volta e pensando que tinha algo errado comigo; não dá pra falar que eu estava dando saltinhos de alegria e mergulhando em mar de rosas, né?

E, por que escrevo isso?

Porque isso é muito relevante para que se entenda a importância que o Garbage tem na minha vida.

IMG_1781

Acervo Pessoal

E eu pude vê-los na última quarta. Na grade! E conhecê-los!

Muito mais um sonho realizado.

Continue reading

Música do Dia: Garbage – Supervixen

Mal creio que esse post está no automático, porque estou vendo isso com esses olhos que a terra há de comer!

Garbage

Make a whole new religion
A falling star that you cannot live without
And I’ll feed your obsession
There is nothing but this thing that you’ll never doubt
This thing you’ll never doubt

Volto mais tarde | Ao som de Garbage – Supervixen |

Hoje…Algum Tempo Atrás: A Maioridade do Garbage

Chega hoje à maioridade um dos discos que mais me marcou na vida, o de estreia do Garbage….

…o maravilhoso Garbage!

garbage

O ano de 1995 é marcante na minha vida, por ser aquele em que eu passei a gostar de bandas por conta própria e não mais por tanta influência dos meus pais e a primogênita.

Mas o Garbage ainda vai para a conta desta.

Lembro tanto quando vi a banda e pensava:

“Que coisa legal que é essa?”

No clipe abaixo, principalmente.

Na inocência da pré adolescência, achava que se eu tivesse uma banda um dia, seria tão legal quanto aquelas pessoas ali.

Algumas músicas permanecem até hoje entre as minhas favoritas da banda, como Supervixen (ps: não é clipe oficial):

Milk….maravilhosa!

Fix Me Now:

Vow:

Stupid Girl!

Mesmo a banda tendo feito discos que não me encantaram tanto quanto os dois primeiros, ainda fica entre as minhas favoritas. Muito pelo impacto causado.

Amo demais.

18 anos! Cacilda!

Volto mais tarde | Ao som de Garbage – Stupid Girl

Hoje…Algum Tempo Atrás: Os 15 Anos do Version 2.0

Em dois dias, dois aniversários de álbuns que eu amo profundamente!

(Quem não viu o post de ontem, clique aqui)

Eu, honestamente, não sei qual a posição que o Version 2.0 tem na minha lista de discos do Garbage?

1º? Ou 2º? 1º? Ou 2º? 1º? Ou 2º? 1º? Ou 2º?

garbageversion20

Continue reading

No Meu iPod: Garbage, “Not Your Kind of People”

O Garbage, desde 1998, não me encanta como conseguiu nos seus dois primeiros álbuns.

Mas, uma música lançada naquele ano me tornou uma pessoa que, enquanto eles lançarem discos, eu ouvirei com a mesma disposição daquela época.

Garbage-Not-Your-Kind-of-People-e1332895448101

Continue reading