Infográfico: 15 técnicas para acabar com a procrastinação

Se for para voltar a postar no blog, que não seja pelo lamento de alguém que morreu, que seja com infográfico.

Admito que melhorei muito a questão da procrastinação, mas é uma batalha constante na minha vida.

Tentação é sempre grande.

Vi o info no Assuntos Criativos e resolvi replicar aqui.

Achei interessante e muito bem feito.

procrastinacao

 

PS: o Assuntos Criativos viu no Tutano. Dando crédito a todos que têm direito “Infográfico originalmente publicado no blog do [ Hubspot ]. Traduzido e adaptado pela equipe do Tutano. Fonte: http://tutano.trampos.co/11532-infografico-como-parar-de-procrastinar/

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – Caught by the Wind |

Anúncios

Dica de Leitura: Por que saí do Brasil – e por que não vou voltar

Tema bastante em voga, nos últimos tempos, é a saída de muitos brasileiros do País.

Achei bem interessante o texto escrito pelo Roberto Maxwell, no Projeto Draft.

pqsaidobrasil

Cito:

Diante desse quadro, não houve calor nem praia nem colo de mãe ou ombro de amigo capaz de me consolar ou de me segurar. Tóquio é o avesso da cultura em que nasci – mas aqui me sinto em casa. Ao contrário, me sinto um estrangeiro no lugar onde falam a minha língua, onde produzem a música que eu gosto de ouvir, onde cozinham os sabores que me fazem salivar…

A vida é feita de escolhas, né?

Para ler o restante, basta clicar na figura acima.

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – Surprise |

Lista: Os 8 piores erros que as pessoas cometem ao beber vinho

O aplicativo Vivino já apareceu por aqui, algumas vezes.

Recentemente, eles lançaram uma lista, com os 8 piores erros que as pessoas cometem ao beber vinho.

Não somente as dicas são boas, mas os itens ficaram super bonitinhos.

Por exemplo?

erros-vinho

Para ver quais são os outros 7, clique na figura acima.

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – Bank Holiday Monday |

Música do Dia: Stereophonics – We Share The Same Sun

Stereophonics mandou bem demais nessa música. Muito boa!

Só como Música do Dia é a terceira vez que aparece.

Stereophonics_WeShareTheSameSun020813

Calling over, to seize my hunger,
To see you, to feel you
To be with, need you

We hold out, we hold on
I’m older, colder
Here it comes light up my sky

Yeah we share the same sun,
Everyday
Yeah we share the same sun,
Everyday

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – We Share The Same Sun |

Música do Dia: Stereophonics – Ooh La La

Uma das minhas bandas mais queridas fazendo cover de uma das músicas mais sexies ever.

Não tinha como ficar ruim…

stereophonics

Dial up my number now
Weaving it through the wire
Switch me on, turn me up
Don’t want it baudelaire
Just glitter list
Switch me on, turn me up
I want to touch you you’re just
Made for love

I need la la la la la
I need Ooh la la la la

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – Ooh La La |

Infográfico: Apple x Microsoft, o que seus fãs gostam

O Businness Insider elaborou essa relação abaixo, tendo a base de opinião de consumidores da Ranker, para comparar o que os fãs gostam (e não gostam).

Achei interessante.

Principalmente se pensar se não são mutuamente excludentes.

oquefasgostam

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – Since I Told You It’s Over |

Música do Dia: Stereophonics – Dakota

Paixão aguda, minha.

Stereophonics-Dakota

Thinking back, thinking of you
Summertime, I think it was June
Yeah I think it was June
Laying back, head on the grass
Chewing gum, having some laughs
Yeah, having some laughs

You made me feel like the one
You made me feel like the one
The one
You made me feel like the one
You made me feel like the one
The one

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – Dakota |

Música do Dia: Stereophonics – I Miss You Now

Música linda pra caramba.

STEREOPHONICS

Sim, isso é motivo para casar…

Feel numb wanna hold you
Wanna tell you that you´ll be alright
Helpless it´s gonna get us, before it gets us
I wanna kiss you goodbye

I miss you now

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – I Miss You Now|

Minha Retro 2013: Meus 10 Discos Mais Queridos de 2013

Como é sofrido fazer um post com retrospectiva de discos!!

Um dos maiores arrependimentos que tive com o words of leisure, no ano passado, foi não ter feito a minha lista com os meus álbuns favoritos de 2012.

2013 não foi um ano com vários discos que me viciaram horrores, como aconteceu no ano anterior, com o Push and Shove, do No Doubt, o Battle Born, do The Killers, ou o Strangeland, do Keane.

PS: pronto, acabei de resumir o que teria sido o post jamais escrito :-)

Tampouco foi um ano que escrevi tantas Review de Álbuns quanto gostaria, mas é a vida.

Então, aqui está a minha lista de 2013, com os meus 10 mais queridos. Com muito atraso, mas saiu.

E por que mais queridos? Não seriam eles os melhores? Não sei, talvez não. Mas foram os que mais gostei.

Sei que muitos discordarão de tudo, mas, who cares?

10: Franz Ferdinand – Right Thoughts, Right Words, Right Action

franz_ferdinand_-_right_thoughts_right_words_right_action-cover

O Franz continua sendo uma das minhas bandas do coração. Sem contar que os caras sabem fazer vídeos como poucos!

Eu gostei do Right Thoughts, Right Words, Right Action, mas não grudou tanto quanto os anteriores.

Ainda assim, entrou na minha lista.

09: Justin Timberlake – The 20/20 Experience (1 e 2)

Justin_Timberlake_-_The_2020_Experience

The_2020_Experience_2_of_2

É! O Justin Timberlake me surpreendeu bastante com seus discos ano passado. Eu gostava de uma ou outra música dos álbuns anteriores, mas o 20/20 Experience realmente ganhou muitos pontos comigo. Muito, muito bem feito. Os dois.

O menino é muito bom. E pronto.

Ah, gostei mais do primeiro que do segundo.

08: Billie Joe Armstrong and Norah Jones – Foreverly 

billie-joe-norah-jones-foreverly

Esse disco me surpreendeu muito mais pela presença do Billie Joe que pela Norah Jones, obviamente. Jamais poderia imaginar o líder do Green Day fazendo algo do tipo.

Mas como são boas as surpresas positivas, né? O disco é uma delícia só, do início ao fim.

07: Suede – Bloodsports (para ver o post relacionado, clique aqui)

suedecoverbloodsports

Os fãs do Suede em muito esperaram material novo da banda. Ele veio de forma a não deixar ninguém triste.

Bom, ao menos eu não consigo pensar que alguém possa ter ficado insatisfeito com o Bloodsports, que é excelente!

It Starts And Ends With You é ótima!

06: Sharon Corr – The Same Sun (para ver o post relacionado, clique aqui)

sharoncorr-thesamesun

Esse é um dos discos que mais justifica o motivo do post considerar os “discos mais queridos”. Não apareceu em nenhuma lista que eu tenha visto, mas foi muito bem recebido pela minha pessoa. Já falei aqui e aqui sobre a importância que o The Corrs tem na minha vida e como a Sharon Corr sempre foi a minha favorita na banda. Seu segundo disco solo ficou muito gostoso de ouvir.

Talvez, se tivesse sido feito por outra pessoa, uma que não me importasse tanto, não teria entrado na minha lista. Mas não é o caso. O carinho que sinto pela cantora + um ótimo disco colocou o The Same Sun aqui.

05: Arcade Fire – Reflektor

Arcade-Fire-Reflektor-608x608

Eu gosto bem de Arcade Fire, mas não me considero uma fã de carteirinha.

Ainda assim, o Reflektor é bem legal, fluiu super fácil.

04: Stereophonics – Graffiti On The Train (para ver o post relacionado, clique aqui)

stereophonics-graffiti-on-the-train-album-cover

Graffiti On The Train foi um alento no meu amor pelo Stereophonics. Sou muito fã dos primeiros discos deles, mas os três anteriores ao Graffiti não me encantaram tanto. Então, o lançado ano passado me fez voltar a ficar encantada pela banda do País de Gales. Muito, muito bom, mesmo.

03: Arctic Monkeys – AM

arctic-monkeys-am

AM é, na minha opinião, o melhor disco do Arctic Monkeys, disparado. Excelente, maravilhoso. Talvez, de fato, o melhor do ano!

Mas como ficou só na terceira posição aqui no words of leisure? Porque só tive acesso a ele no dia 30 de dezembro de 2013. Simples assim.

Incrível, incrível.

Do I Wanna Know é perfeita.

Discásso.

02: Travis – Where You Stand (para ver o post relacionado, clique aqui)

Travis_Where_You_Stand_album_cover

Sim, eu acho o AM um melhor álbum que o Where You Stand. Mas como já falei algumas vezes, essa não é uma lista de melhores discos, e sim, dos meus mais queridos.

E o WYS remete a um momento absolutamente especial na minha vida: ter visto o Travis e o Blur no Planeta Terra. Momento que foi relatado aqui e aqui.

O significado que ele ganhou o colocou tão bem colocado no meu ranking.

01: Julieta Venegas – Los Momentos (para ver o post relacionado, clique aqui)

Julieta-Venegas-Los-Momentos

Aí está a prova mais clara que esse é um post de discos queridos. Eu só vi o Los Momentos bem classificado, em 2013, em listas voltadas ao mercado latino.

Eu já era muito fã dessa mexicana antes do lançamento dele. Quando saiu, eu tive um pequeno estranhamento inicial, porque ele tem um toque eletrônico inesperado.

Mas foi só ouvir mais, ir ao show dela aqui em BH, que o amor virou absoluto. Algumas músicas têm letras tão tristes que chegam a doer, como Los Momentos e Verte Otra Vez.

Muito, muito belo! Indubitavelmente, meu disco favorito de 2013. Disparado.

Linda demais essa mexicana!

Bom é isso.

Volto mais tarde | Ao som de tudo isso que vocês leram acima. |

Esporte: Mauro Vinícius da Silva, Bicampeão Mundial Do Salto Em Distância!

Gente, e não é que eu estava vendo a prova até o terceiro salto do Mauro Vinícius, mas acabei cochilando e nem vi o rapaz conquistando o bicampeonato mundial indoor do salto em distância?!

maurovinicius-bicampeaomundial

Independente do vacilo, fica a alegria por mais uma conquista tão excepcional!!!

Mil, mil, mil parabéns a ele!! 8,28m o salto do rapaz! Sensacional!

No link abaixo, é possível ver o vídeo da vitória, no G1:

Duda voa no último salto e conquista inédito bicampeonato mundial 

Brilhante, brilhante!

E neste, a entrevista dele após o título:

Duda diz ainda não ter noção de que é bicampeão mundial no atletismo

Esporte emociona demais. Amo.

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – Caravan Holiday |

Dica de App: Clear gratuito, hoje

Outro aplicativo que está gratuito, apenas hoje, é o Clear!

Eu já escrevi sobre ele, no post Dicas de Apps: Os Organizadores de Tarefas. Continuo preferindo o Wunderlist, mas isso é questão de gosto pessoal.

clear

O Clear é extremamente popular e muito belo. Normalmente, custa 5 doletas.

Então, não percam tempo.

Para baixar, basta clicar na figura acima.

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – Oh la la |

Infográfico: Como Usar A Faca Do Chef

Uma coisa que eu acho um charme é ver os chefs de cozinha cortando os ingredientes em uma velocidade só.

E acho sensacional quando vejo algum amigo que sabe como fazer.

Vi esse infográfico no Pinterest mas, ainda assim, acho que não conseguirei. Não somente sou medrosa pra dedéu, mas creio não ter a coordenação motora necessária.

Independente disso, fica a dica para vocês.

IMG_0141

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – My Friends |

Música do Dia: Stereophonics – We Share The Same Sun

Stereophonics_WeShareTheSameSun020813
Clique aqui para ver a letra completa

Calling over, to seize my hunger,
To see you, to feel you
To be with, need you

We hold out, we hold on
I’m older, colder
Here it comes light up my sky

Yeah we share the same sun,
Everyday
Yeah we share the same sun,
Everyday

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – We Share The Same Sun  |

No Meu iPod: Stereophonics, “Graffiti on the Train”

Stereophonics é uma daquelas bandas que eu adoro, mesmo não gostando de algumas coisas que já fizeram. Mas, como tem outras que eu simplesmente amo, ela acaba ficando na lista das bandas que eu mais gosto, na vida.

Sem contar que o Kelly Jones tem uma das melhores vozes do rock, na minha opinião.

Graffiti on the Train marca um ótimo momento do grupo, após um Keep Calm And Carry On, que não me encantou.

É um disco que me parece mais triste, com temas como arrependimento, últimas chances, nostalgia e separação. Acho que muito como reflexo da morte do saudoso Stuart Cable.

stereophonics-graffiti-on-the-train-album-cover

O álbum começa bem demais, com as ótimas We Share The Same Sun, a música que dá nome ao disco, Indian Summer e Take Me.

Depois, o álbum dá uma animada com Catacomb que, por mais estranho que possa parecer, não é das que mais gostei. Não achei ruim, mas é o momento que o álbum dá uma caída pra mim. O mesmo vale para Roll the DiceViolins and TambourinesIn a Moment (essas eu gosto um pouco mais).

Been Caught Cheating é outra que entra na minha lista de favoritas do disco.

Basicamente: gostei mais das baladas que das mais rock.

Ao final das contas, Graffiti on the Train é um ótimo disco, que vale demais a audição.

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – Graffiti on the Train |

 

Dicas Tecnológicas: Para melhorar sua rede wi-fi

Muito útil a reportagem feita pelo Olhar Digital, com dicas para melhorar o sinal da sua rede wifi.

olhar-digital

Cada vez mais, uma casa tem vários dispositivos e pouca rede para dar conta.

Por último, uma das soluções mais garantidas para aumentar o sinal wi-fi em qualquer ambiente é através de repetidores de sinal. O equipamento funciona exatamente como um roteador, mas em vez de criar um novo sinal, ele retransmite o existente. Quanto mais repetidores, menor a possibilidade de existirem áreas de sombra (sem sinal) na sua residência… por maior ou mais complexa que ela seja.

Na reportagem, pode-se ou ler o texto ou ver o vídeo. Para acessar, clique na foto.

Volto mais tarde.

Ao som de Stereophonics – You’re My Star