Rio 2016: Sobre as Olimpíadas no Brasil

Ontem foi o marco de 10 dias para o início das Olimpíadas, né?

Justamente por isso, o post que fiz quatro anos atrás, sobre os 10 dias que faltavam para o início das Olimpíadas de Londres rendeu uma boa audiência ao blog.

londres-2012

Ao ver a minha empolgação com os Jogos passados, o efeito surtido foi o aumento brutal do amor que sinto pelos últimos governos do nosso País. Eles foram capazes de me tirar o tesão de uma das minhas grandes paixões na vida, os Jogos Olímpicos.

Quatro anos atrás, eu fiz posts diários com quadro de medalhas; acompanhando os atletas brasileiros; dando dicas de aplicativos para poder acompanhar tudo; vibrando com os jogos de melhor trilha sonora de todos os tempos.

Não, não que vá parar de torcer pelos brasileiros. Vou sempre torcer para o melhor resultado possível para todos, exceto pelo futebol masculino. Ali, a esperança continua pela eliminação na primeira fase.

Mas, sério: jamais na minha vida eu imaginei chegar a uma Olimpíada com esse nível de desinteresse que estou tendo. Triste.

Muito triste.

E frustrante.

Foi mal pelo desabafo.

Volto mais tarde | Ao som de The Cardigans – Godspell |

Anúncios

Esportes: O Brasil no Rio 2016

Antes das Olimpíadas do Rio, eu fiz um post sobre o blog “Brasil em Londres 2012“, iniciativa do Guilherme Costa.

Pois bem, com o fim do objeto, esse teve sua última publicação no dia 12 de agosto. Mas isso não significa que o rapaz está parado.

Desde então, entrou no ar o “Brasil no Rio 2016“. Assim, será possível acompanhar o desenvolvimento dos atletas até os Jogos e evitar as “surpresas”, do tipo: “quem é o Zanetti, que ganhou o ouro? Ou a Yane Marques, bronze do pentlato moderno?”

Fica a dica.

Volto mais tarde.

Ao som de Ramones – Pet Sematary