No iPod: Ringo Starr, Explicado

Pelo amor de Deus, alguém faça a legenda desse vídeo?
Quando o Ringo foi introduzido ao Hall da Fama (muito tarde, por sinal), essa homenagem foi feita.
Grandes bateristas falando sobre a técnica dele, sua criatividade e o quanto é brilhante.
Simples. Fazia muito com pouco.
Criativo.
Com grande percepção musical.
E é sensacional, porque não é raro ouvir pessoas que tentam tirar o valor dele, ao comparar com os outros 3 colegas de banda.
Bando de besta.
AP_ringo_starr_jef_150417_16x9_992
Sensacional, sensacional.
Muito obrigada, Maurício, por compartilhar.
Volto mais tarde | Ao som de The Beatles – Come Together |

Video do Dia: Panquecas de Beatles

 

Por Saipancakes
Por Saipancakes

Quero demais!!!

Fantástico, fantástico, fantástico!

Para ver mais o trabalho do Saipancakes, clique aqui.

Volto mais tarde | Ao som de The Beatles – Something |

Minha Retro 2013: Um Ano de Grandes Shows

2013 começou como que não quisesse nada.

Terminou com um dos melhores anos da minha vida, em termos de shows assistidos.

6. Barão Vermelho, 22.fevereiro.2013 (clique aqui para ler o relato)

Claro que eu sabia que o show do Barão seria bom. Não quanto foi.

Incrivelmente bom.

Acervo Pessoal
Acervo Pessoal

5. Elton John, 09.março.2013 (clique aqui para ler o relato)

O show do Elton John colocou Belo Horizonte como mais um local para grandes shows no Brasil, graças a reabertura do Mineirão.

Ver aquele senhor fazer o que bem entende com o piano foi algo, realmente, impressionante.

elton_john_sentado_no_piano620

04. Paul McCartney, 04.maio.2013

Na época em que Sir. Paul McCartney veio falar Uai, questões particulares me impediram de escrever a respeito.

Mas assistir ao show ao lado do homem que me ensinou a gostar de música, a gostar de Beatles, foi muito além de um sonho realizado.

Mesmo sendo a segunda vez que o vi no palco.

paulmaccaBH

03. Julieta Venegas (clique aqui para ler o relato)

Não esperava, mesmo, um dia ver essa artista que eu tanto admiro, que tanto me encanta, aqui na minha cidade.

Show delicioso, sensacional, em pleno Parque Municipal.

julietaconexao

02. Travis (clique aqui para ler o relato)

Uma das minhas bandas favoritas, que veio de “brinde” em um momento tão importante na minha vida.

Show lindo, lindo, lindo.

(Foto: Ricardo Matsukawa / Terra)
(Foto: Ricardo Matsukawa / Terra)

01. Blur  (clique aqui para ler o relato)

20131113-223218.jpg

Enquanto eu não esperava ver a Julieta Venegas em Belo Horizonte, já tinha alguns anos que eu não esperava ver o Blur em lugar algum.

Uma das bandas mais importantes da minha vida.

Show marcante, imbatível, um dos melhores, ever! Que pude assistir ao lado de pessoas muito especiais.

Top, top, top.

Será que 2014 baterá 2013?

Truco, hein?

Volto mais tarde | Ao som de Blur – You’re So Great |

Hoje…Algum Tempo Atrás: 12 Anos Sem George Harrison

12 anos sem o maior entre os maiores….

Sem o Quiet One…

george12yearsRIP

Sempre será homenageado por aqui…

Nos 10 anos do falecimento dele, escrevi mais a respeito:

Hoje…Algum Tempo Atrás: 10 Anos Sem George Harrison 

Volto mais tarde | Ao som de The Beatles – Here Comes The Sun |

SalvarSalvar

Hoje…Algum Tempo Atrás: Os 45 Anos do Álbum Branco

Há exatos 45 anos atrás era lançado um dos mais belos discos de todos os tempos, o Álbum Branco, dos Beatles.

600px-TheBeatles68LP

Composta em uma a época de muitos conflitos entre os membros da banda, com maior parte das gravações feitas de forma “solo” e que levou até a uma saída temporária do Ringo.

Mesmo em um ambiente como esse, impressiona olhar as músicas que saíram nele:

Beatles_White_Album_track_listing_med

Não tenho como não enfatizar que uma das melhores músicas da história, quiçá a melhor, está ali.

Coisa mais linda, do George.

Volto mais tarde.

Ao som de The Beatles – Sexy Sadie

Música do Dia: Paul McCartney – Maybe I’m Amazed

Ainda não acredito que vi ao vivo.

Que declaração de amor, Jisuis.

Maybe I’m amazed at the way you love me all the time
Maybe I’m afraid of the way I love you
Maybe I’m amazed at the way you pulled me out of time
You hung me on a line
Maybe I’m amazed at the way I really need ya
Maybe I’m a man
Maybe I’m a lonely man who’s in the middle of something
That he dosen’t really understand
Maybe I’m a man, maybe you’re the only woman
Who could ever help me
Baby would you help me to understand
Maybe I’m a man
Maybe I’m a lonely man who’s in the middle of something
That he dosen’t really understand
Maybe I’m a man, and you’re the only woman
Who could ever help me
Baby would you help me to understand
Maybe I’m amazed at the way you’re with me all the time
Maybe I’m afraid of the way I need ya
Maybe I’m amazed at the way you help me sing my song
You right me when I’m wrong
Maybe I’m amazed at the way I really need ya
Won’t you help me to understand
Maybe I’m a man
Maybe I’m a lonely man who’s in the middle of something
That he dosen’t really understand
Maybe I’m a man, and you’re the only woman
Who could ever help me
Won’t you help me to understand
Oh baby I’m amazed
Oh baby I’m amazed
Yeah baby I’m amazed
Yeah yeah…, I’m amazed
I’m amazed with you

Volto mais tarde.

Ao som de Paul McCartney – Maybe I’m Amazed

Infográfico: A História do Sir. Paul McCartney

Bacaníssimo o infográfico feito pelo Jornal Estado de Minas com a história do Paul.

Paul McCartney.

Claro que, com uma carreira tão longa e brilhante, partes da história dele não entraram. Mas, ainda assim, está valendo.

Fonte: Estado de Minas
Fonte: Estado de Minas

Para entrar no site, com o texto publicado pelo Jornal, clique em Saiba como Paul transformou seu sobrenome em sinônimo de música: McCartney

Está chegando a hora…

Volto mais tarde | Ao som de The Beatles – Hey Jude |

Infográfico: Os Instrumentos Dos Beatles! (MUITO Wishlist!)

Infográficos dos Beatles!

Infográficos dos Beatles!

Infográficos dos Beatles!

beatles-infografico-1-1024x768

Olha só que maravilha!

A Pop Chart Lab, empresa especializada em fazer todo tipo de infográficos, resolveu fazer um com todos os instrumentos usados nas músicas dos Beatles. O resultado são três infos lindos que mostram que instrumentos John, George, Paul e Ringo usaram para gravar suas músicas. São três volumes: o primeiro mostra as músicas de 1963 a 1965, o segundo de 1966 a 1967 e o terceiro de 1968 a 1970. Cada integrante ganhou uma cor e os instrumentos que aparecem nas músicas.mas não foram tocados por nenhum deles, também ganharam uma coluna especial.

infobeatles2

infobeatles3

Para ler o texto do Tenho Mais Discos Que Amigos, clique aqui.

Lá eles ficaram maiores que aqui!

Sabe uma das melhores coisas nesses infográficos:

Tem muita gente que gosta de taxar o fofo do Ringo como inútil, imprestável, etc.

Aham né? Olhem aí o tanto que era.

Sensacionais! Maravilhosos! E estão à venda!!!

Quero demais ganhar, viu?

Wishlist

Volto mais tarde | Ao som de The Beatles – Here Comes The Sun  |

Hoje..Algum Tempo Atrás: Please Please Me, 50 anos!

Posso correr atrás de bandas novas, ouvir tudo que há de bom no mundo.

Mas as voltas sempre acabam neles: The Beatles.

Há exatos 50 anos atrás era lançado o primeiro álbum da banda! O início da revolução cultural liderada por eles.

please_p

Como disse o Radar Pop, do Estadão:

“Hoje é um dia especial para o rock. Em 22 de março de 1963, o princípio de uma revolução cultural chegava às lojas britânicas: Please Please Me, álbum de estreia dos Beatles.

Reza a lenda que John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr gravaram o trabalho em apenas 12 horas. Foi feito às pressas para catalisar o sucesso dos singles Please Please Me Love Me Do, que já indicavam o que estava por vir.”

Vale a pena ver os dois links abaixo, da Rolling Stone:

50 anos de Please Please Me, dos Beatles: faixa-a-faixa

“Boys”
Esta faixa acelerada, escrita por Luther Dixon e Wes Farrell, foi gravada originalmente pelo grupo feminino The Shirelles. Ringo ficou com os vocais e logo a canção se tornou uma de suas marcas registradas nos shows dos Beatles.

50 anos do disco que mudou Liverpool (e o mundo)

O rio Mersey divide a cidade em duas metades, que se comunicam pelo ferryboat do Pier Head, onde se elevam as altas, e agora centenárias, torres do Royal Liver Building. São famosas porque no topo se destacam dois pássaros de cimento, conhecidos como os liverbirds, emblemas da cidade desde 1207, data na qual o rei John I autorizou sua construção. Roger, um desempregado que encontrei na discoteca El Alma de Cuba, ambientada em uma antiga igreja, me diz que Ringo Starr queria que o grupo se chamasse The Liverbirds. Conta-se que John Lennon teria vetado a ideia porque os integrantes da banda eram mais do que dois.

(…)

Em 1963, quando gravaram na sede de EMI, em Abbey Road, os Beatles tocaram durante incansáveis 585 minutos para deixar prontas as 10 músicas novas que integraram o lançamento. Quatro das faixas não precisaram ser gravadas, pois tinham aparecido em dois singles anteriores (“Ask Me Why”, “Love Me Do”, “P.S. I Love You” e “Please Please Me”). Oito delas foram compostas pela dupla John Lennon e Paul McCartney. A imprensa, anos depois, qualificou essa empreitada como uma maratona digna de grandes astros. E foi mesmo. Toda essa informação pode ser confirmada no número 10 da Mathew Street: sim, no famoso The Cavern. Mas aqui é covardia. Eu não poderia deixar de voltar a visitá-lo. Ali, todo o ar que se respira cheira a Beatles. Não serve como amostra, inclusive porque aqui os “liverpudlians” pouco pisam – apenas aqueles que vêm para paquerar turistas.

Na minha opinião, a banda se torna a minha favorita a partir do Rubber Soul. Mas tudo que foi feito antes tem fundamental importância para o que vieram a fazer depois. Então:

God bless Please Please Me!

Volto mais tarde.

Ao som de The Beatles – Please Please Me

Música: “Todos Por NY”

Alguém não está vendo?

Fonte: Multishow
Fonte: Multishow

Pequeno e humilde show por NYC.

Só:

Eric Clapton, The Rolling Stones, Bruce Springsteen, Eddie Vedder, Roger Waters, Kanye West, The Who, Bon Jovi, Billy Joel, Alicia Keys. Além disso, a pequena expectativa para a “reunião” do Nirvana com Paul McCartney, Dave Grohl, Krist Novoselic e Pat Smear.

Aí eu pergunto: como dormir?

Mel Dels.

Está passando no Multishow. Amanhã, no trabalho, grandes chances de estar como o Snoopy, na tirinha de ontem?

Acho que não, né?

Volto mais tarde | Ao som de Pink Floyd – Breathe |

Música do Dia: Concert for George – While My Guitar Gently Weeps

11 anos sem o fantástico ser humano chamado George Harrison….

C’est la vie…

No vídeo abaixo, um dos melhores shows de todos os tempos. Em homenagem a ele.

A música? A minha favorita, na vida.

Gênio. Gênio. Sensível. Incrivelmente, sensível.

Sempre receberá homenagens no words of leisure.

ConcertForGeorge_Inisde

I look at you all see the love there that’s sleeping
While my guitar gently weeps
I look at the floor and I see it needs sweeping
Still my guitar gently weeps

Volto mais tarde | Ao som de Concert for George- While My Guitar Gently Weeps |

Música do Dia: George Harrison – My Sweet Lord

Belíssima música! Tocada em um momento inesquecível, hoje.

George+Harrison+-+My+Sweet+Lord+-+p-s+-+VG+-+7-+RECORD-569359

I really want to see you
Really want to be with you
Really want to see you, Lord
But it takes so long, my Lord

My sweet Lord
Hm, my Lord
Hm, my Lord

Para a irmã de coração.

Volto mais tarde | Ao som de George Harrison – My Sweet Lord |

Música do Dia: Paul McCartney – Maybe I’m Amazed

Minha música favorita do Paul não é dos Beatles.

Pode isso, Arnaldo?

Paul+McCartney+and+Wings+-+Maybe+I'm+Amazed+-+7-+RECORD-567246

Maybe, I’m amazed at the way you love me all the time
And maybe I’m afraid of the way I love you
Maybe, I’m amazed at the way you pulled me out of time
And hung me on a line
Maybe I’m amazed at the way I really need you

De novo, afinal, nunca é demais: Parabéns, Paul!

Volto mais tarde | Ao som de Paul McCartney – Maybe I’m Amazed |