Sobre “Entrelinhas”, e o orgulho de ver o resultado de muito trabalho

Eu já postei dicas de filmes e trailers por aqui, várias vezes.

Mas é muito diferente quando o filme foi feito por uma amiga muito amada.

Aí, é para explodir de orgulho.

enrelinhas-poster

Entrelinhas é o primeiro longa metragem da super talentosa e trabalhadora (e amiga) Emilia Ferreira, que vai estrear no próximo dia 21 de outubro, às 21h40, no Espaço Itaú Augusta.

“Dirigido por Emilia Ferreira e estrelado por Irina Björklund e Edoardo Ballerini, o filme é uma reflexão sobre a alma humana e o desejo feminino. ENTRELINHAS faz parte da Competição Novos Diretores do 40ª Mostra Internacional de Cinema.”

entrelinhas

Vejam o belo trailer, aqui.

(PS: para acionar a legenda em português, basta clicar em “cc”, abaixo da tela do vídeo).

Esse filme é resultado de correr atrás do que quer, de muito trabalho, muito esforço.

Nota do Estado De Minas.

entrelinhas-em

E do site, Mulher no Cinema:

“Entrelinhas” – [The Unattainable Story, EUA, 2016]
Na noite de estreia de uma peça teatral, o diretor, Skene, tem uma epifania sobre como a obra se construiu. Enquanto reflete sobre sua colaboração com a autora do texto, Jacqueline, ele suspeita que foi manipulado para dirigir a produção do jeito que ela queria e de modo a estimular a criatividade dela. Dirigido por Emilia Ferreira.

Curtam a página do filme no Facebook! Clique aqui.

Quem estiver em SP, vá por mim!

Aqui estão as datas de exibição de ENTRELINHAS na 40ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo:

ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA – AUGUSTA 1 21/10/16 – 21:50
ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA – FREI CANECA 2 22/10/16 – 19:20
CIRCUITO SPCINE PAULO EMILIO – CCSP 27/10/16 – 16:50
ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA – FREI CANECA 6 02/11/16 – 17:40

Emilia, na torcida por você, sempre!

Volto mais tarde | Ao som de The Kinks – Strangers |

Advertisements

R.I.P.: Hilda Furacão

Acabo de ler que faleceu a Hilda Furacão, aos 83 anos, em Buenos Aires, de causas naturais.

Em julho desse ano, fiz questão de publicar uma reportagem feita pelo Estado de Minas: Dica de Leitura: Jornal “Estado de Minas” Encontra Hilda Furacão. Ficou bem feita e interessante.

Fonte: Estado de Minas

Fonte: Estado de Minas

Logo após essa cobertura feita por eles, outros canais de mídia também foram atrás dela e se colocaram como se tivessem sido os primeiros. Achei de uma deselegância ímpar.

Por isso mesmo, coloco aqui a matéria feita pelo jornal mineiro, a respeito dessa senhora que despertou o imaginário de muita gente, mesmo sabendo que a Hilda Furacão de verdade não é aquela relatada no livro de Roberto Drummond.

Viveu uma vida intensa. Que descanse em paz.

Volto mais tarde | Ao som de Adam Levine – Lost Stars |

Dica de Leitura: Jornal “Estado de Minas” Encontra Hilda Furacão

Nossa, vocês viram a reportagem especial feita pelo Jornal Estado de Minas, que encontrou a mítica Hilda Furacão em Buenos Aires? Sim, ela ainda está viva (eu não sabia), com 83 anos, e mora em um asilo na capital da Argentina.

Fonte: Estado de Minas

Fonte: Estado de Minas

Eu me lembro muito bem da época em que a série foi gravada, porque algumas das locações eram próximas à minha escola.

Talvez por isso, ela foi uma das minhas favoritas.

Mas, daquilo escrito no romance de Roberto Drummond e relatado na produção da Rede Globo, para a realidade….

Buenos Aires – “A Hilda Furacão, onde ela estiver…”. Essa é a última das muitas dedicatórias que Roberto Drummond (1939-2002) faz no livro Hilda Furacão (1991, Geração Editorial). Pois a verdadeira personagem, viúva do jogador de futebol Paulo Valentim, ídolo do Atlético, Botafogo, Boca Juniors – jogou ainda no Atlante (México) –, batizada Hilda Maia Valentim, está viva, com 83 anos. Solitária, mora em um asilo, o Hogar Guillermo Rawson, no Bairro Jujuy, em Buenos Aires. Quem paga as despesas é o município portenho. Não há mais o glamour e o luxo dos tempos dourados na capital argentina, nem resquícios da vida na zona boêmia de Belo Horizonte, que a tornou famosa nos anos 1950. A realidade da mulher, que na obra de ficção de um dos maiores escritores mineiros se chamava Hilda Gualtieri von Echveger, é outra, completamente diferente da personagem da literatura. Ela, aliás, nunca frequentou o Minas Tênis Clube. Nem sequer sabe onde fica.

Gostei muito de ler, mas confesso que me bateu uma tristeza por ver qual foi o destino dessa legendária figura de Belo Horizonte.

Abaixo, os links:

Exclusivo: EM encontra Hilda Furacão vivendo em um asilo em Buenos Aires

Hilda Furacão lembra momentos de glória e decadência ao lado do marido

Após duas quedas, Hilda Furacão foi parar em asilo de Buenos Aires

Romance de Roberto Drummond, Hilda Furacão é um guia para a BH dos anos 50

Hilda Furacão se lembra pouco da BH de seu tempo e alimenta mágoa de parentes de marido

Vale a leitura.

E fica o parabéns ao jornalista Ivan Drummond, e sua equipe, pelo material produzido.

Volto mais tarde | Ao som de Kasabian – Acid Turkish Bath (Shelter From The Storm) |

Infográfico: A História do Sir. Paul McCartney

Bacaníssimo o infográfico feito pelo Jornal Estado de Minas com a história do Paul.

Paul McCartney.

Claro que, com uma carreira tão longa e brilhante, partes da história dele não entraram. Mas, ainda assim, está valendo.

Fonte: Estado de Minas

Fonte: Estado de Minas

Para entrar no site, com o texto publicado pelo Jornal, clique em Saiba como Paul transformou seu sobrenome em sinônimo de música: McCartney

Está chegando a hora…

Volto mais tarde | Ao som de The Beatles – Hey Jude |

Empreendedorismo: Belo Horizonte na Economist

Semana passada, a conceituada revista Economist (quem acompanha o blog sabe o tanto que eu gosto) fez uma reportagem super ultra mega legal sobre o San Pedro Valley, região de Belo Horizonte aonde se encontram quase 50 startups de tecnologia.

economistlogo

Esse é um assunto que eu amo cada vez mais e deu um baita orgulho ver o bairro que eu conheço tão bem sendo tão prestigiado.

Para ler o texto, em inglês, clique em:
Start-ups in Brazil: Samba in the valley

Uma dessas startups, Beved, já foi tema de post aqui no words of leisure:

Empreendedorismo: Vocês já conhecem o Beved?

Coloco também dois links em português, de matérias feitas por aqui:

Empreendedores movimentam San Pedro Valley, em Belo Horizonte

BH é tech

Très cool.

Para entrar no site da San Pedro Valley, com seu Google Maps super legal, clique aqui.

Volto mais tarde | Ao som de Gwen Stefani – Cool |

Dica de BH: Carnaval 2013

Eu que não estou me contendo de emoção pela chegada do Carnaval (#sóquenão) acabei me esquecendo de colocar duas reportagens que queria….

Sensacional o nome do bloco...

Sensacional o nome do bloco…

Confira a programação de blocos do Carnaval 2013 em BH 

Bloco Coletivo do Delírio
Data: 12/02
Horário: a partir das 14h
Local da concentração: Av. Getúlio Vargas, esquina com Av. do Contorno – B. Funcionários

Is we.

Confira o que abre e fecha em BH durante o feriado de Carnaval 

Independente de onde, have fun and be safe!

Volto mais tarde.

Ao som de Regina Spektor – Poor Little Rich Boy