Café & TV: As 100 Melhores Séries da História, segundo jornalistas brasileiros!

Gostei de ver a lista feita por uma renca de jornalistas brasileiros para a Revista Mundo Estranho, com aquelas que seriam as 100 melhores séries da história.

Independente de concordar ou não.

Fonte: Ligado em Série
Fonte: Ligado em Série

Como foi escrito pelo pessoal do Ligado em Série:

Continuar lendo “Café & TV: As 100 Melhores Séries da História, segundo jornalistas brasileiros!”

Anúncios

Hoje…Algum Tempo Atrás: Os 10 anos do início de Desperate Housewives

2014: o ano em que quase nenhum dos Hoje…Algum Tempo Atrás foi postado no dia certo.

Impressionante.

Ontem…10 anos atrás…foi ao ar o episódio piloto de Desperate Housewives, uma das minhas séries favoritas na vida.

TERI HATCHER, MARCIA CROSS, FELICITY HUFFMAN, EVA LONGORIA, NICOLLETTE SHERIDAN

Tudo o que eu pensava sobre ela, ainda na época que era transmitida, foi escrito aquit: Séries de TV: Desperate Housewives.

Basicamente, nada mudou.

Esse post rendeu um convite para escrever sobre a última temporada dela, no Canal de Séries, algo que me fez muito feliz naquele momento (tirando o fato que acabei não escrevendo sobre o derradeiro episódio por conta de uma viagem, algo que lamento até hoje). Os posts podem ser visto aqui.

Desperate Housewives marcou época! As atrizes, os textos, a mistura de drama/suspense/humor. Aquilo ali foi brilhante, brilhante.

Claro que teve seus altos e baixos. Algumas temporadas não foram tão boas quanto as outras (tipo a segunda, a sexta…). Mas outras foram históricas, principalmente a primeira. O que foi feito ali, uma série protagonizada por atrizes acima dos seus 40 anos de idade, seus índices de audiência. Tudo sensacional.

Também a quarta e a última foram incríveis! As três são as minhas favoritas.

Eu não fui a única, obviamente, que achou que a série merecia destaque nessa data tão significativa:

10 Years Later, The First Season Of ‘Desperate Housewives’ Is Still A Television Touchstone

Desperate Housewives: Who was nearly cast in Wisteria Lane?

Happy 10th Anniversary, Desperate Housewives

Desperate Housewives: What do the cast look like 10 years on?

Abaixo, a promo do primeiro episódio.

E, abaixo, o do último.

E, como não poderia deixar de ser, a saudosa abertura:

Saudades demais.

Volto mais tarde | Ao som de Fernanda Takai – Insensatez |

Desperate Housewives: 8×19/20/21 “With So Little to Be Sure Of” à “The People Will Hear”

Fiz em um único texto, a review dos três mais recentes episódios de Desperate Housewives, para o Canal de Séries.

Isso porque no domingo serão apresentados os dois últimos da história da série. E eu estou incrivelmente triste por isso.

Para ler o texto, clique aqui.

Volto mais tarde | Ao som de Fugees – Ready or Not |

Desperate Housewives: 8×18 “Any Moment”

“Any Moment” foi um episódio leve. Mas, faltando poucos para o final da série, só posso imaginar que os próximos serão intensos. Muito intensos.

Para ler o resto da minha review para o Canal de Séries, clique aqui.

Volto mais tarde | Ao som de Bruno Mars – Talking To The Moon |

Desperate Housewives: 8×17 “Women and Death”

“Eu te amo uma vez, Eu te amo duas vezes, Eu te amo mais que arroz e feijão”.

“Women and Death foi um episódio digno de lágrimas, muitas lágrimas que certamente continuarão nos quatro episódios que restam até o final da série.”

Para ler o restante da minha resenha para o Canal de Séries, clique aqui.

Volto mais tarde | Ao som de Joe Cocker – You Can Leave Your Hat On |

Desperate Housewives: 8×16 “You Take for Granted”

“Vivemos as nossas vidas e acabamos não dando valor àquelas pessoas que passam pelo nosso caminho, todos os dias. Assim, não imaginamos que, ao final deles, elas podem estar mortas.”

E assim começou a minha resenha para o belo episódio “You Take For Granted”, de Desperate Housewives, para o Canal de Séries.

Para ler o resto do texto, clique aqui.

Volto mais tarde | Ao som de The Doors – People Are Strange |

Desperate Housewives: 8×15 “She Needs Me”

“Há momentos em que precisamos de um pouco de ajuda… mas existem aqueles que passam do ponto de ajudar e, ao despertarem, não deixam nada além de destruição”.

Oh, Marcia Cross que manda bem, viu?

“She Needs Me” foi um episódio muito bom até sua última cena: ali, Desperate Housewives mostrou o quão brilhante é, ao nos deixar mais uma vez com os nervos a flor da pele.

Para ler o resto da review que escrevi para o Canal de Séries, clique aqui.

Volto mais tarde | Ao som de Julieta Venegas – Limón y Sal |

 

Café & TV: Séries de TV, “The Good Wife”. Parte 2.

Em Março do ano passado, eu escrevi sobre aquela que é a minha atual série de TV favorita, junto com Desperate Housewives: The Good Wife.

The Good Wife
Fonte: The New Yorker

Esse foi um post que rendeu bons frutos: é um dos que mais rendeu visitas, comentários e compartilhamentos.

E como, hoje, eu li um texto feito pela (linda) The New Yorker, resolvi colocar aqui, já que eles acrescentam um ponto fundamental que faltou no meu texto.

Continuar lendo “Café & TV: Séries de TV, “The Good Wife”. Parte 2.”

Desperate Housewives: 8×14 “Get Out Of My Life”

“Pois é, Orson Hodge está de volta.
No episódio anterior, seu retorno foi providencial. Neste, já tive vontade de bater nele, várias vezes. Independente da cadeira de rodas.”
Para continuar lendo a review que eu fiz de Get out of my life, episódio #14 da oitava e última temporada de Desperate Housewives, clique aqui.
Volto mais tarde.
Ao som de R.E.M. – The Outsiders

Desperate Housewives: 8×13 “Is This What You Call Love?”

Em um episódio repleto de diálogos intensos, aflitivos e maravilhosos, Is This What You Call Love? foi mais uma amostra do quanto Desperate Housewives fará muita falta quando acabar.

Para ler o relato completo, que fiz para o Canal de Séries, clique aqui.

Volto mais tarde.

Ao som de Coldplay – Lovers in japan / Reign of love

Desperate Housewives: 8×12 “What’s the Good of Being Good?”

Querem saber como ter vários homens (maravilhosos) na sua cama com graça, educação e elegância? Perguntem a Bree Van de Kamp, claro!

Ficou curioso para saber a continuação desse texto? Clique aqui para ir ao Canal de Séries e ler a minha review sobre o maravilhoso  What’s the Good of Being Good?, da oitava temporada de Desperate Housewives.

Volto mais tarde.

Ao som de Faith No More – Evidence

Desperate Housewives: 8×11 “Who Can Say What’s True”

Quem são os nossos amigos? São aqueles que nos falam a verdade mesmo quando sabem que isso vai nos aborrecer. Certo?
O episódio Who Can Say What’s True foi um dos mais fracos da temporada, na minha opinião. O que não significa, nem de perto, que foi ruim.
Para continuar lendo o meu texto, lá no Canal de Séries, clique aqui.
Volto mais tarde.
Ao som de The Corrs – Hopelessly Addicted

Desperate Housewives: 8×10 “What’s to Discuss, Old Friend”

Depois de algumas semanas de férias, Desperate Housewives está de volta, com o ótimo What’s to Discuss, Old Friend.

Para ler o texto que escrevi, para o Canal de Séries, clique aqui.

Volto mais tarde | Ao som de 10,000 Maniacs – More Than This |

Desperate Housewives: 8×09 “Putting It Together”

Pra iniciar o dia com chave de ouro, deixo o link para a review que escrevi sobre o nono episódio, da oitava temporada de Desperate Housewives, Putting It Together.

Delegadozinho filho de uma….

Impactante. Para ver o que acontecerá, só resta esperar até dia 08/01/12 :-(

Volto mais tarde.

Ao som de Kent – På drift?

Desperate Housewives: 8×08 “Suspicion Song”

Desperate Housewives entrou no seu hiato nos presenteando com três excelentes episódios seguidos. “Suspicion Song” manteve o alto nível dos dois últimos, com um final de partir o coração.

Agora, é esperar pra ver qual será o desfecho da trama.

Para ler o resto do texto, basta clicar aqui.

Volto mais tarde.

Ao som de Guns n’ Roses – Back off Bitch

Desperate Housewives: 8×07 “Always in Control”

Já está lá no Canal de Séries a minha nova review, sobre o excelente episódio Always in Control, de Desperate Housewives.

3029d76bfda67fd28869aa4e52044b6a
Desperate Housewives: rumo ao fim, em grande estilo.

Para ler, clique aqui.

Volto mais tarde | Ao som de Carla Bruni – Tout Le Monde |

Desperate Housewives – 8×06 “Witch’s Lament”

Juntamente com o primeiro, “Witch’s Lament” foi o melhor episódio da derradeira temporada de Desperate Housewives.

dh
Cenas de ação na série: incomum, mas muito boa.

Para ler o comentário completo, clique aqui.

Ps: Passarei parte do meu dia sem energia na minha casa. Se alguém sentir falta, pode ligar para ver se estou viva.

Volto mais tarde | Ao som de Thurston Moore – Blood Never Lies |

Desperate Housewives: 8×05 “The Art of Making Art”

Já está, no Canal de Séries, a minha review do último episódio de Desperate Housewives, “The art of making art”.

dh
Felicity Huffman merece o Globo de Ouro, Emmy, viu? Incrível atriz!

Vejam lá e comentem. Link aqui.

Volto mais tarde | Ao som de Noel Gallagher’s High Flying Birds – If I Had a Gun |