Música do Dia: Bush – Letting the Cables Sleep

Música excelente!

Bush - Letting the Cables Sleep

Whatever you say it’s alright
Whatever you do it’s all good
Whatever you say it’s alright
Silence is not the way
We need to talk about it
If heaven is on the way
If heaven is on the way

Volto mais tarde | Ao som de Bush – Letting the Cables Sleep |

Música do Dia: Bush – Machinehead

Breathe in, breathe out
Breathe in, breathe out
breathe in

Bush-Machinehead

Got a machinehead
Better than the rest
Green to red
Machinehead
Got a machinehead
Better than the rest
Green to red
And I walk from my machine
And I walk from my machine

Volto mais tarde.
Ao som de Bush – Machinehead

Café & TV: Séries de TV, “House of Cards”

Um grande amigo (que coisa boa na vida, poder chamar uma pessoa que já foi meu chefe de grande amigo) insistiu, por um bom tempo, que deveria assistir House of Cards o mais rápido possível.

A quantidade de programas que assisto me fez postergar a ação por um tempo, mas na última semana de 2013 eu comecei, como pôde ser visto no post Minha Retro 2013: As Minhas Séries de TV.

A única certeza que tenho é que se tivesse começado a ver antes, ela teria entrado muito bem posicionada na minha lista.

Simplesmente, pelo fato de House of Cards ser uma das séries mais bem feitas que já vi. Sensacional é o mínimo que posso escrever sobre ela.

House_of_Cards_title_card

Cenários e fotografia impecáveis! Roteiro: idem.

O Netflix tem se mostrado um grande produtor de séries, hein?

E o elenco?? Honestamente, um dos melhores que já vi na vida. Todos são, no mínimo, excelentes.

322416_house-of-cards-cast

Confesso que conhecia mais a Robin Wright por ser a ex-esposa do Sean Penn que pelo seu trabalho como atriz. E a mulher é incrível.

Já sobre o Kevin Spacey, honestamente, palavras faltam. O homem está fenomenal como Francis Underwood.

Suas interações com a câmera são lindas demais.

Personagem esse que, já nas primeiras cenas, vê seu prometido cargo de Secretário de Estado entregue a outra pessoa. Está até no trailer de divulgação.

As tramas que surgem após isso mostram todo o lado de conchavo, manipulação e corrupção em torno da política. No caso, a americana. Mas….

E o melhor (ou seria “pior”) de tudo isso? A gente torce, completamente, pelo Deputado Underwood. Independente do quão sujo ele seja.

Acho que a última vez que me vi recomendando uma série com tanta vontade foi quando The Good Wife começou.

Pois bem, faço o mesmo com House of Cards, mas com muito mais vigor.

Como mencionado acima, a série é transmitida exclusivamente pelo Netflix. A primeira temporada teve 13 episódios e a segunda começará no próximo dia 14.

O trailer desta já me deixou com aquele horror de pensar que ainda faltam alguns dias para ver a sequência. Que não posso ver agora.

E a terceira já está confirmada!

Assistam, assistam, assistam!

Volto mais tarde | Ao som de Bush – Swallowed |

Cinema: Simpsons Na Telona

Não, não é um novo filme dos Simpsons.

Mas uma série de posters feitos pela designer gráfica Claudia-R, fã da família, em referência a filmes de Hollywood.

20_posters-cinema-simpsons

02_posters-cinema-simpsons

11_posters-cinema-simpsons

12_posters-cinema-simpsons

Simplesmente sensacional!

Para ver os outros 16, clique em Assuntos Criativos.

Volto mais tarde | Ao som de Bush – Everything Zen |

 

Música do Dia: Bush – Glycerine

E o tanto que essa música ficou na minha cabeça, após ver o vídeo da Gwen com o Gavin, publicado aqui mais cedo?

bush-glycerine

Como é linda…

I’m never alone
I’m alone all the time
Are you at one, or do you lie
We live in a wheel where everyone steals
But when we rise it’s like strawberry fields
If I treat you bad, you bruise my face
i couldn’t love you more you’ve got a beautiful taste

Volto mais tarde | Ao som de Bush – Glycerine |

Música: Gwen Stefani e Gavin Rossdale Cantam “Glycerine”

Vocês viram a esposa e o marido cantando Glycerine (minha música favorita do Bush) no final de semana?

Vi primeiramente no No Doubt Brasil, mas completo com a informação do Tenho Mais Discos:

“O frontman do Bush, Gavin Rossdale, foi acompanhado por sua esposa e vocalista do No DoubtGwen Stefani, durante a execução de “Glycerine”, no show de Natal na rádio KROQ. O público foi surpreendido pela participação da cantora, que entrou em cena na segunda parte da canção enquanto Gavin executava o clássico sozinho no palco.

De acordo com a Rolling Stone, a ideia do dueto partiu de Gwen, que a princípio queria cantar “The Afterlife”, mas acabou mudando de ideia. A participação especial, no entanto, teve um propósito pessoal, já que o casal se conheceu neste mesmo evento há mais de 15 anos.”

Muito nhom!

Volto mais tarde.

Ao som de Bush – Glycerine

Esportes: Felix Baumgartner e Seu Pequeno Salto

E o salto do Felix Baumgartner, hein?

Só 39 mil metros…

Caramba, de fato há louco para tudo nesse mundo né?

Claro que tem que ter a Red Bull no meio!

Para ver uma versão resumida, clique aqui para entrar na reportagem da BBC Brasil, que explica o que aconteceu.

“O austríaco Felix Baumgartner quebrou neste domingo o recorde de salto livre mais alto, ao saltar de uma cápsula presa a um balão de hélio a uma altura de 39 mil metros.

O aventureiro também espera quebrar a barreira do som durante o salto, mas ainda não foi confirmado oficialmente se ele ultrapassou esta velocidade.

O austríaco de 43 anos saltou acima de Roswell, no Estado americano do Novo México e foram necessários menos de dez minutos para ele pousar no deserto.

Impressionante!

Volto mais tarde.

Ao som de Bush – The Afterlife