Na Minha Estante: Diogo Mainardi, “A Queda – As memórias de um pai em 424 passos”

Eu li o livro do Diogo Mainardi ano passado. Esse é mais um dos posts que fui procrastinando, até mandar bater.

Provavelmente, entre o título e essa frase, eu já perdi alguns leitores, simplesmente porque vou falar sobre o Diogo Mainardi, né?

IMG_0419_2

Bom, sendo muito honesta, não dou a mínima.

Apenas adianto: quem deixar de ler o A Queda, por discordar das posições políticas do autor, será o grande perdedor na história.

Afinal, estará deixando de ler uma belíssima e tocante declaração de amor de um pai para seu filho.

Continuar lendo “Na Minha Estante: Diogo Mainardi, “A Queda – As memórias de um pai em 424 passos””

Vídeo do Dia: Como lidar com celulares em shows, por Marky Ramone

Vocês se lembram quando postei o Infográfico sobre a evolução do público do Rock? Talvez não, né? Tem muito tempo, então, cliquem aqui para ver.

Pois bem, o Marky Ramone, baterista do Ramones, criou uma sensacional solução para esse movimento horroroso que vem desde o início dos anos 2000: a tal da câmera/celular filmando shows.

Marky-Ramone-copy

Coisa insuportável, idiota. A pessoa fica vendo o show pela lente, ao invés de ver a banda, que está logo ali na frente.

Vejam o vídeo, mesmo quem não souber inglês. Basta assistir.

Hilário!

Sensacional!

Eu acho não faria, só pelo medo de apanhar. Acho que não sou tão punk assim.

Mas que é fucking brilliant, é!

Volto mais tarde | Ao som de Ramones – I Wanna Be Sedated |