R.I.P.: Hilda Furacão

Acabo de ler que faleceu a Hilda Furacão, aos 83 anos, em Buenos Aires, de causas naturais.

Em julho desse ano, fiz questão de publicar uma reportagem feita pelo Estado de Minas: Dica de Leitura: Jornal “Estado de Minas” Encontra Hilda Furacão. Ficou bem feita e interessante.

Fonte: Estado de Minas

Fonte: Estado de Minas

Logo após essa cobertura feita por eles, outros canais de mídia também foram atrás dela e se colocaram como se tivessem sido os primeiros. Achei de uma deselegância ímpar.

Por isso mesmo, coloco aqui a matéria feita pelo jornal mineiro, a respeito dessa senhora que despertou o imaginário de muita gente, mesmo sabendo que a Hilda Furacão de verdade não é aquela relatada no livro de Roberto Drummond.

Viveu uma vida intensa. Que descanse em paz.

Volto mais tarde | Ao som de Adam Levine – Lost Stars |

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s