Coluna da Primogênita: Comida Alemã – Impressões Gerais

Quando contei a amigos próximos que meu próximo destino era a Alemanha, muitos dos que já estiveram por lá fizeram exatamente o mesmo comentário: “Tenho medo de você não gostar muito, a comida não é tão boa…”.

 Eu achava graça do temor de eu não gostar de todo o país por não gostar de sua culinária, mas quem me conhece bem ou até mesmo, quem lê os meus posts aqui no words of leisure sabe o tanto que as refeições são importantes nos meus passeios, na minha vida. Sempre se referiam a uma comida pesada, monótona e regada a muita cerveja, que não é das minhas bebidas favoritas! Então, comecei a ficar tensa…

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Um básico da gastronomia alemã tradicional eu já conhecia e gostava razoavelmente, mas não se tratava do meu estilo favorito. Considerando que minha viagem seria para cidades do porte de Munique e Berlim, resisti em acreditar que eu não encontraria boas e variadas opções. Mas nerd que sou, quando os assuntos são viagem e comida, parti para a internet em busca de uma culinária alemã que me atraísse mais. E encontrei dois excelentes blogs, que começaram a me animar: Alemanha porque não? E  o What should I eat for breakfast today?

O primeiro, escrito pela brasileira Angela Arten-Meyer, que mora na Alemanha há muitos anos, é super completo, não só no quesito gastronômico, mas sobre tudo o que diz respeito ao turismo do país! Super indico a qualquer um que vá se aventurar por aquelas terras. E quando comecei a ler o What should I eat for breakfast today? fiquei tranqüila! O blog é recheado de fotos lindas de cafés de Berlim e de pratos apetitosos, o que já foi me deixando com água na boca! Já está no meu Newsify, por que mesmo a viagem já tendo passado, o blog é cheio de receitas que quero testar!

As fotos e pratos apetitosos do lindo blog What should I eat for breakfast today?

LeBon_7

As fotos e pratos apetitosos acima são do lindo blog: What should I eat for breakfast today?

Enfim, cheguei à seguinte conclusão, concordante com a opinião dos meus amigos: realmente, alguns pratos típicos não me animam muito. Não que eu não goste, mas se comesse no almoço, ficava com preguiça de continuar passeando, preferindo uma siesta, e no jantar, eu realmente não consigo comer tão pesado! Felizmente, no final, deu tudo certo, não tive nenhum problema em me alimentar e contrariando as previsões, em geral, gostei muito do que comi por lá e como falei nesse post, adorei a Alemanha!

A seguir, listo o que mais gostei:

Kartoffelsalat: acompanhamento de vários pratos, a salada de batata alemã é tão gostosa que se tornou protagonista em várias ocasiões! 

O schnitzel de porco - bife à milanesa - foi um dos típicos pratos alemães que eu mais gostei. Acompanhado por uma kartoffelsalat fica delicioso. Foto: Arquivo Pessoal.

O schnitzel de porco – bife à milanesa – foi um dos típicos pratos alemães que eu mais gostei. Acompanhado por uma kartoffelsalat fica delicioso. Foto: Arquivo Pessoal.

Currywurst: apesar da enorme variedade de wursts (salsichas), a temperada com curry e ketchup foi a minha favorita! O sabor é super forte e muitos não gostam, mas eu adoro!

Goulash: esse ensopado de carne de origem húngara é facilmente encontrado em toda a Alemanha, tanto que chega a ser considerado alemão. Independente da origem, eu sou apaixonada por esse prato e no passeio que fizemos a Zugspitze, tomei uma sopa de goulash inesquecível! Em uma temperatura de 12 graus negativos, ela aqueceu o meu corpo e alma naquele clima gélido!

Falando nisso… 

Sopas: nesse quesito, eu sou suspeita, pois amo sopas, cremes, caldos e afins, de diversas origens – já contei neste post como a sopa de mariscos – clam chowder – é um dos meus pratos americanos favoritos – há também a sopa de cebolas francesa, o minestrone italiano ou a sopa de lentilhas da terra de origem da minha família, o Líbano! E na Alemanha, as opções de abóbora, cogumelos, em geral acompanhadas por queijo de cabra, ganharam o meu coração e tinham tudo a ver com o clima de outono, que eu tanto adoro! 

Pães: falando em sopas, pensei em seus fiéis acompanhantes, os pães, que são maravilhosos! Vi tanta padaria linda por lá e ficava completamente desorientada com a variedade!! Com geléias, queijos, azeite, tomando um café, sendo seguido por um bolo (com os quais também só tive boas experiências), à qualquer hora, os pãezinhos daquelas charmosas padarias sempre me atraiam! 

Flammeküche: pizza bem fininha de bacon e cebolas muito, muito gostosa! Já tinha experimentado em outra ocasião então, corri atrás de repetir a dose por lá! 

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Apfelstrudel: esse rocambole de maçãs e especiarias é um clássico da culinária alemã e justifica o título: é delicioso! Na verdade, além do strudel, comi outros doces de maçã excelentes, como tortas e crumbles. Aliás, só tive boas experiências esses tipos de doces, os de cranberries, framboesas e amoras também são de comer ajoelhada! 

Apfelstrudel. Foto: Arquivo Pessoal.

Apfelstrudel. Foto: Arquivo Pessoal.

E para não ficar só nas dicas, digamos assim, menos saudáveis, gostaria de ressaltar que comi muitas saladas e frutas gostosas por lá!:) Em especial, os morangos que são indescritíveis de bom! 

E como essa é a Coluna da Primogênita, ainda falarei mais um bocado sobre comida na Alemanha, mas isso é tema para posts futuros!

 

Anúncios

3 pensamentos sobre “Coluna da Primogênita: Comida Alemã – Impressões Gerais

  1. Pingback: Coluna da Primogênita: Alemanha, todos os posts. | words of leisure

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s