Música do Dia: The Cardigans – Black Letter Day

Tão novinhos, vontade de apertar!!

<3

The Cardigans - Black Letter Day

I drank all that I could, much more than I should
in simple despair

Volto mais tarde | Ao som de The Cardigans – Black Letter Day |

Anúncios

Café & TV: Séries de TV, “Scandal”

A Shonda Rhimes é, hoje, uma das roteiristas mais prestigiadas nos EUA. A mulher criou, entre outras, as séries Grey’s Anatomy, Private Practice e Scandal.

Euzinha, claro, assisto (ou assisti, no caso de Private Practice), todas.

Mas demorei para ver Scandal e o motivo era bem simples.

COLUMBUS SHORT, JOSHUA MALINA, KATIE LOWES, GUILLERMO DIAZ, DARBY STANCHFIELD, KERRY WASHINGTON, JEFF PERRY, BELLAMY YOUNG, TONY GOLDWYN

Grey’s Anatomy, por anos, foi excelente. Mas já tem anos que não é mais a mesma. Não parei de assistir porque não largo séries, mas seria bem passível de ser abandonada. Ainda mais agora, com a saída da maravilhosa Sandra Oh.

Private Practice eu assisti do início ao fim. E fui a única que conheço que fez isso. Fiz mais por simpatia a alguns dos atores, como a Kate Walsh, e por algumas histórias que me mantinham presa à série. Mas ela nunca foi amada de verdade.

Foi justamente por estar cambaleando com as outras, que eu demorei para começar a ver Scandal.

SCOTT FOLEY, COLUMBUS SHORT, JOSHUA MALINA, BELLAMY YOUNG, GUILLERMO DIAZ, DARBY STANCHFIELD, JEFF PERRY, TONY GOLDWYN, KATIE LOWES, KERRY WASHINGTON

Mas decidi ver pelos seguintes motivos:

  • Os repetidos elogios que via na internet e o sucesso que ela estava fazendo.
  • Kerri Washington, linda.

scandal-lead-623

 

  • O Tony Goldwyn, claro! Esse homem de Presidente dos Estados Unidos….

Tony Goldwyn

 

Aos que não sabem, a série conta a história de Olivia Pope (Kerri) e sua empresa de gestão de crises, a Pope & Associates. 

O que eu acho muito legal nela é pensar em todos os podres que envolvem o poder, como fazer a gestão de escândalos, etc. Tem boas histórias paralelas, mas o brilho está na principal, claro. Ela é muito bem amarrada e intrigante.

Sem contar que é muito bacana ver Scandal e House of Cards* ao mesmo tempo, já que na primeira o presidente é republicano e, na segunda, democrata. Mais uma amostra que são apenas lados diferentes de uma mesma moeda.

Ela tem aquele lado de patriotismo que pode afastar muita gente. Eu não ligo, apesar de não amar. Não é a minha série favorita, mas eu gosto. Por isso, escrevo e recomendo. Mas não com todas as minhas forças.

Antes que eu me esqueça #1: sim, tem muito sexo na série.

Antes que eu me esqueça #2: A partir da segunda temporada, o Scott Foley entra para o elenco. E ele está um espetáculo!
Ah, o meu eterno amor por Felicity!!

SCOTT FOLEY

Dá tempo de começar assistir antes que ela volte para a quarta temporada, já que a primeira e a terceira foram curtas.

Abaixo, o trailer da primeira.

*- House of Cards é absurdamente melhor que Scandal. Só para constar.

Fica a dica.

Volto mais tarde | Ao som de The Cardigans – Super Extra Gravity |