Música do Dia: Madonna – Live To Tell

Amo essa música.

Amo Madonna anos 80.

If I ran away I’d never have the strength
to go very far.
How would they hear
the beating of my heart?

(…)

A man can tell a thousand lies
I’ve learned my lesson well.
Hope I live to tell the secret I have learned
Till then it will burn inside of me.

Volto mais tarde.

Ao som de  Madonna – Live To Tell

Anúncios

Hoje…Algum Tempo Atras: 196 anos Sem Jane Austen

Eu já expressei aqui no blog todo o amor que sinto pelo Orgulho e Preconceito, que completou 200 anos, em 2013.

Um dos meus livros favoritos na vida, que me tocou profundamente.

Eu, a minha mão e a minha cópia
Eu, a minha mão e a minha cópia

Pois bem, o dia de hoje marca os 196 anos do falecimento de sua incrível autora, Jane Austen.

O Opera Mundi traçou um perfil dela, bem bacana.

Jane-Austen-9192819-1-402

Aos 30 anos, Austen começa a publicar sob pseudônimo seus trabalhos. No período 1811-16, publica Razão e Sensibilidade, Orgulho e Preconceito, obra à qual se referia como sua “filha querida” e que recebeu aclamação da crítica, Parque Mansfield e Emma. Em 1816, aos 41, sua saúde começa a se debilitar. Faz grandes esforços para seguir trabalhando, reeditando livros assim como trabalhando num novo romance Os Watsons, que fou publicado postumamente sob o título Sandition.

Hoje em dia, Austen é considerada um dos grandes escritores da história literária da Inglaterra, tanto pelos acadêmicos, pelos críticos como pelo público em geral. Em 2002, numa enquete promovida pela BBC, o público britânico colocou Austen no 70º lugar entre os “100 Bretões mais Famosos de Todos os Tempos”.

Para ler o restante, sobre essa admirável pessoa, clique aqui.

Volto mais tarde | Ao som de The Corrs – When The Stars Go Blue |

Infográfico: Convite de Casamento

Eu não tenho vontade nenhuma de casar de noiva, em igreja, etc.

(Externei para o mundo, mãe, nem adianta chorar).

Mas se for para ter convite, tem que ser como esse feito pelo designer Jonathan Quintin para um casal de Londres.

casamento

Jisuis, que sensacional!

PS: O bacana é que a pessoa que me mandou o infográfico é justamente a que fará o meu convite, se necessário. Já tem o espírito da coisa…

Volto mais tarde | Ao som de Kings of Convenience – Live Long |

Literatura: Os 20 Livros Mais Vendidos Em 2012, No Brasil

Só vi hoje o post Os 20 livros mais vendidos de 2012 feito pelo blog Livros e Afins.

Não surpreende nem um pouco ver os Tons de Cinza dominando, né?

A lista conta com alguns que me dão tristeza mas, ao mesmo tempo, ver o Pequeno Príncipe me enche o coração de esperanças.

livros e afins

Os 7 primeiros são esses aqui:

1º – Cinquenta tons de cinza
E. L. James
Editora: Intrínseca
Ficção
Vendidos: 583.768

2º – Cinquenta tons mais escuros
E. L. James
Editora: Intrínseca
Ficção
Vendidos: 294.875

3º – Nada a perder
Edir Macedo
Editora: Planeta do Brasil
Não-ficção
Vendidos: 293.898

4º – Cinquenta tons de liberdade
E. L. James
Editora: Intrínseca
Ficção
Vendidos: 223.226

5º – Agapinho
Padre Marcelo
Editora: Globo Livros
Infanto-juvenil
Vendidos: 140.058

6º – O x da questão
Eike Batista
Editora: Primeira Pessoa
Não-ficção
Vendidos: 109.213

7º – A guerra dos tronos
George R. R. Martin
Editora: LeYa
Ficção
Vendidos: 85.106

Para ver o restante, clique na figura lá em cima.

Volto mais tarde.

Ao som de R.E.M. – Bang and Blame

co ver os