Dica de Leitura: Não Teremos Sempre Paris

Eu realmente não consigo me livrar de Jesse e Celine.

Nem quero.

antesdameianoite_2

Sempre apaixonada pela sequência Antes do Amanhecer/Antes do Por-do-Sol/ Antes da Meia Noite e ainda na secura de ver novamente o terceiro, recomendo a leitura do texto Não teremos sempre Paris

Mas seria injusto condenarmos Jesse e Céline como se fosse possível ter sempre Viena e Paris. Até porque existe alguma beleza nas ruínas. Não porque as ruínas são a expressão tangível do que se teve e perdeu. Mas porque elas são a expressão tangível do que sobreviveu.

Vinte anos depois, Jesse e Céline são dois sobreviventes. Juntos, apesar de tudo. E, por entre as tristezas momentâneas, há um sol de fim de tarde onde é possível vislumbrar, e até escutar, a perfeita sintonia que começou lá atrás, em Viena, quando todos viajávamos estupidamente livres e felizes.

Nhom!!!

Escrito por João Pereira Coutinho para a Folha de São Paulo.

Volto mais tarde.

Ao som de Kath Bloom – Come Here

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.