Música do Dia: Florence + The Machine – You’ve Got The Love

Vieram da década de 90 àquelas que se tornaram as minhas cantoras do coração: Shirley Manson, Nina Persson e Gwen Stefani.

Não somente pela questão da voz, mas por todo um pacote que inclui atitude, letras, comportamento.

A Florence Welch está querendo entrar no time, que já teve a adesão da Julieta Venegas, nos anos 2000.

Florence + The Machine - You've Got The Love

Tipo, que coisa linda, hein?

Volto mais tarde | Ao som de Florence + The Machine – You’ve Got The Love |

Anúncios

Dica de Leitura: Da Saudade

Que texto fofo, esse escrito pelo português Nuno Ferreira, sobre a saudade do i/e/migrante, como disse a minha amiga Carolina.

Foto de Olga Diez
Foto de Olga Diez

Quando se escolhe (ou se é obrigado a escolher) viver fora, decide-se estar sempre longe. Longe de casa (até que a nova se torne nossa), da família, que passamos a ver apenas de vez em quando e não sempre que nos apetece, dos amigos, que muitas vezes se perdem nas horas de voo, e das pequenas coisas que faziam parte da rotina que, tantas vezes, maldissemos. Em vivendo longe, aprendemos a dar valor a coisas que nos passavam ao lado, até por as tomarmos como garantidas.

Adoro o português de Portugal.

Para ler o texto completo, clique na figura acima.

Volto mais tarde | Ao som de R.E.M. – Camera  |

No iPod: As 22 Melhores Músicas De Abertura De Seriados De Televisão

Muito legal esse post feito pelo Tenho Mais Discos Que Amigos, que junta duas coisas que amo: Música e Séries de TV.

Logotipo-TMDQA

The Nanny

A simpática abertura de The Nanny, em animação, precisava de uma música à altura para acompanhá-la, e foi isso qu e aconteceu com “The Nanny Named Fran”, composta e executada por Ann Hampton Callaway (que já compôs músicas para Barbra Streisand) e Liz Callaway, sua irmã.

Adoro essa da The Nanny!

Tem muita coisa legal no post mas, na minha humilde opinião, a que aparece em número 21 é a melhor de todos os tempos.

Para ver qual é clique na figura acima.

Volto mais tarde | Ao som de John Mayer – In Repair |