R.I.P.: Ingrid Visser

Aqui está um post que eu jamais imaginei fazer.

Desejar que a Ingrid Visser descanse em paz…

R.I.P.
R.I.P.

Jogadora do Minas por duas temporadas, a Visser foi uma das pessoas mais simpáticas que eu conheci no mundo vôlei, na época que eu me encontrava no auge da psicopatia com o esporte. Não, não há exagero no uso do termo.

Capitã da seleção holandesa, honrou a camisa por mais de 500 vezes…

Carismática, educada, excelente bloqueadora, carinhosa, ela entrosou logo com a torcida do clube.

No meu caso, me dava até carona e ensinava a bloquear.

E me deu a camisa dela, que eu guardo até hoje, com todo o carinho do mundo.

ingridvisser

Muito, muito triste pensar que ela foi assassinada! Revoltante!

Reações de jogadoras:

Chocada, Érika desabafa: “Ingrid era muito feliz e queria ser mãe. Estou revoltada”.

Tirado do Instagram da eterna ídolo Cristina Pirv
Tirado do Instagram da eterna ídolo do Minas, Cristina Pirv. Português muito bom para uma romena.

Corpo de jogadora de vôlei Ingrid Visser é encontrado 

Múrcia – A Polícia Nacional espanhola encontrou os corpos da ex-jogadora de vôlei Ingrid Visser e de seu companheiro em uma área de plantação da cidade de Múrcia.

Segundo fontes próximas à investigação, foram feitas duas detenções em relação ao desaparecimento do casal, aparentemente na província de Valência.

Os corpos de Ingrid Visser, de 36 anos, e de seu namorado, Lodewijk Severin, de 57, foram encontrados semienterrados em um pomar junto a uma casa.

A Polícia, que até o momento não divulgou dados sobre esta investigação, trabalhou até as duas e meia da madrugada no local, uma área a doze quilômetros da cidade de Múrcia.

Ingrid e seu namorado foram vistos pela última vez na tarde da segunda-feira 13 de maio na saída de um hotel, onde haviam reservado uma estadia de duas noites para ir a uma consulta médica na manhã do dia seguinte.

O casal chegou à Múrcia procedente do aeroporto de Alicante, para onde tinham voado de Amsterdã, e o alerta sobre seu desaparecimento foi dado pela família no dia 15 de maio, dia em que deviam voar de volta a seu país.

Ingrid foi jogadora da seleção holandesa em mais de 500 ocasiões e jogou no Brasil pela equipe do Minas Tênis Clube. (Fonte: Exame)

Que ela descanse em muita paz.

Triste.

Muito triste.

Volto mais tarde | Ao som de Stereophonics – Maybe Tomorrow |

Anúncios

3 comentários em “R.I.P.: Ingrid Visser

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.