Coluna da Primogênita: Viagens Musicais – Feist, Rio de Janeiro

Quando a Viviane me pediu para escrever esse post, tive muita dificuldade em como o elaboraria. Isso porque apesar de gostar muito de música, não me sinto à vontade de escrever sobre o assunto. Não tenho conhecimento técnico suficiente e a criadora deste blog fala com tanta desenvoltura sobre o tema, que me sinto intimidada. Então optei por contar sobre experiência de viajar para assistir um show de rock, tentando fazer um link com o foco da minha coluna aqui no words of leisure.

Sempre gostei de shows e desde muito nova já tinha disposição de encarar a estrada para assistir um artista que gostasse muito. A primeira vez foi com o Bon Jovi! Só lembro do coitado do meu pai, debaixo de chuva, no Ibirapuera lotado, pagando todos os seus pecados com a filha adolescente apaixonada pelo roqueiro galã! Mas, apesar do motivo inicial ser mais afetivo que musical, foi essa experiência que abriu as portas para que, até hoje, a distância não seja um empecilho para eu ver os meus artistas favoritos! E hoje, felizmente, posso dizer que já assisti a maioria deles e são poucos os que ainda me despertam o desejo de viajar para assisti-los.

Só abrindo um parênteses: acho muito triste que morando em uma cidade tão grande quanto Belo Horizonte, eu ainda tenha que viajar tanto para assistir uma atração internacional! Mas ok, isso é assunto para outro post!

E essa semana, Leslie Feist veio ao Brasil!

Quarta feira, show no Rio de Janeiro. Agenda de trabalho lotada. Custei a conseguir decidir e me organizar para ir, mas a vontade vê-la ao vivo era muito grande, eu simplesmente tinha que ir! E foi assim, um bate e volta ao Rio: saí quarta a tarde depois de trabalhar e voltei quinta de manhã para mais um dia de labuta! Senti que já ter passado dos 30 anos de idade influencia: fiquei um pouco ranzinza por conta do atraso de uma hora do início do show e passei o resto da semana bocejando, tirando cochilos em qualquer canto, simplesmente morta! É triste mas o corpo já sofre mais com essas aventuras! Mas só estou contando isso tudo para dizer que o show valeu cada centavo e todo o esforço! Se eu pudesse fazer tudo de novo, faria com um sorriso enorme no rosto!

Conheci a Feist há mais ou menos uns cinco anos e foi um daqueles raros casos, de “amor a primeira ouvida”. Em 2008, a playlist dela ficava no repeat no meu iPod. A delicadeza da sua voz, as melodias suaves e a melancolia sempre presente se encaixaram perfeitamente com o meu momento de vida e, desde então, foram pouquíssimos os casos de algum músico mexer tanto comigo!

Quase consegui assistir a uma apresentação dela no período que morei na França, mas os ingressos esgotaram assim que começaram a ser vendidos e fiquei com esse gostinho na boca! E o show no Rio ainda tinha um adicional: a apresentação seria no Circo Voador, um lugar que há muitos anos eu desejava conhecer! Que delícia que é um evento ali, com os arcos da Lapa ao fundo e o seu artista querido bem pertinho! Agora, toda vez que eu for à cidade, vou olhar a programação da casa e ver se tem algo bacana!

Voltando à Feist, o show superou todas as expectativas! Sempre tive curiosidade de ouvir sua voz ao vivo, por algum motivo achava que seria sempre tudo muito leve, em um tom quase acústico. Imaginava que ela fosse uma moça elegante e tímida, com uma postura  recatada no palco! Eu tinha um medo que isso se acentuasse nesta turnê, do álbum Metals que, na minha opinião, é o menos pop de todos*!

Foi diante disso tudo que essa canadense me encantou ainda mais! Uma voz super potente, que às vezes fica bem rouca e de repente bem aguda, deixando a platéia abismada! Ela é sim uma moça muito elegante e mais que isso: é linda mas com uma postura super rock ‘n’ roll, arrasando na guitarra ou no violão, pulando, dançando, se emocionando com a própria música! Ela me lembrou um pouco o show da Cássia Eller que assisti uns meses antes dela morrer e que me passava justamente essa sensação: do músico estar completamente envolvido com a própria canção! E para quem é fã, existe algo mais bacana que isso?

Quanto ao repertório, mais uma vez fui positivamente surpreendida. As músicas do Metals têm uma batida super pesada ao vivo, uma energia incrível e passei a gostar muito mais do álbum depois do show! Antes de ir, já estava um pouco conformada que ouviria poucas músicas dos dois álbuns anteriores, que eu tanto amo, Let it Die e The Remainder. Mas a Feist, de tão empolgada que estava, fez 2 bis e músicas como Gatekeeper, Secret Heart e Intuition, que estavam fora da setlist oficial, foram tocadas. Algumas delas, somente ela, o violão e público! Lindo, lindo, lindo!  Acho que o fato dela ter vindo ao Brasil através do projeto Queremos foi um contribuinte para que ela estivesse tão encantada e com tanta energia! Realmente, é uma proposta muito bacana, pois consegue trazer artistas que provavelmente não viriam ao Brasil tão cedo e garante que o show vai estar cheio de fãs, de pessoas que realmente curtem aquela música!

Todas essas músicas extras foram tocadas em retribuição aos fãs, com suas solicitações em cartazes. Ela nem lembrava mais como tocar Secret Heart mas se esforçou e fez uma versão maravilhosa e improvisada! Fiquei impressionada com a simpatia dela, com o tanto que conversava com o público e se divertia com tudo aquilo! Desse nível de carisma, acho que só comparo com o Eddie Vedder, no show do Pearl Jam em São Paulo, que eu fui.

Saí de lá exausta, cansaço físico total mas com a alma lavada, muito feliz de ter me proposto a fazer isso e pensando que existem certas emoções e experiências que são únicas e inesquecíveis. Realmente, foi um privilégio e parece que no final de 2012 só vai dar ela na minha playlist, de novo!!

*Para ler o post que a Viviane fez ano passado, sobre o Metals, clique aqui.

Anúncios

4 comentários em “Coluna da Primogênita: Viagens Musicais – Feist, Rio de Janeiro

  1. Primogênita, você está me surpreendendo, positivamente, como blogueira!
    A sua coluna está muito legal!

    Curtir

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.