Música do Dia: The Wallflowers – Reboot The Mission

Música comentada no post anterior.

The Wallflowers - Reboot The Mission

Diferente. Bacana.

No matter how you use it, which way you swing
even the longest day at some point ends
I’ll throw your shoes off, hat in the ring
show me a hookshot, the whole thing

Volto mais tarde | Ao som de The Wallflowers – Reboot The Mission |

No Meu iPod: The Wallflowers, “Glad All Over”

O Wallflowers é uma banda bem bacana, que eu só fiquei sabendo que tinha lançado álbum novo graças ao Tenho Mais Discos Que Amigos e seus 20 Discos Que Você Deveria Ouvir Em Outubro.

 

Que bom que me informaram.

Glad All Over, na minha opinião, não chega aos pés do maravilhoso Bringing Down the Horse

Mas ok, afinal, o atual é muito legal. Como disse o Tenho Mais Discos… “Os rapazes do The Wallflowers estão lançando seu primeiro disco em 7 anos, cheio de referências ao Clash, incluindo participação do guitarrista Mick Jones.

Ouvi a música e gostei, sem saber que o Mick Jones estava ali. Agora, gosto mais ainda.

Eu adoro o Jakob Dylan, acho que a sua voz é uma delícia de ouvir.

thewallflowers.com

Então, é isso.

Um bom álbum, divertido, gostoso…

Não é brilhante. Mas gostei.

Volto mais tarde | Ao som de The Wallflowers – Glad All Over |

Música: Os Piratas Consomem Mais, Legalmente

Muito interessante a reportagem publicada no Link, blog do Estadão, que mostra como que pessoas que fazem muito download ilegal  são, ao mesmo tempo, as que mais compram música legalmente.

Na minha opinião, faz sentido.

“Mais um estudo comprova: quem baixa mais arquivos ilegalmente via P2P também gasta 30% mais dinheiro. Os piratas podem ser os melhores amigos da indústria cultural. Quem compartilha arquivos em redes P2P compra, em média, 30% mais música do que as pessoas que não usam ferramentas de trocas de arquivos. O dado vem de um estudo da American Assembly, centro afiliado à Universidade Columbia, nos Estados Unidos. Os pesquisadores analisaram hábitos de consumo de 2,3 mil pessoas maiores de 18 anos nos Estados Unidos e na Alemanha. A primeira evidência: as pessoas que confessaram baixar arquivos via P2P tinham uma coleção musical maior do que as outras. Nos Estados Unidos, essas pessoas têm 37% mais músicas do que as que não usam P2P. E grande parte dessa coleção, na verdade, foi adquirida legalmente.”

Legal.

Fonte: Link.

Volto mais tarde | Ao som de No Doubt – Push and Shove |