Música do Dia: Supergrass – Late In The Day

Uma das músicas mais fofas e apertáveis da história da galáxia!

E do mundo!

E da Inglaterra!

supergrass-late-in-the-day

All the time I thought of you ,
In an ordinary way,
You slip back down the heart away,
All I really have to say
Is people pass along the way,
Thoughts of you and me again.

Volto mais tarde | Ao som de Supergrass – Late in the Day |

Anúncios

Empreendedorismo: Vocês já conhecem o Beved?

Dois colegas de trabalho me apresentaram o Beved e, desde então, tenho obviamente procrastinado para começar a utiliza-lo.

Vergonhoso, eu sei.

Mas mesmo assim, resolvi compartilhar com vocês. Simplesmente, pelo fato de que a ideia é sensacional.

And ideas must be shared! 

beved.com.br

Continuar lendo “Empreendedorismo: Vocês já conhecem o Beved?”

Dica de App: Vote Certo

Acabo de ver o vídeo de introdução ao aplicativo Vote Certo.

Ele ajuda o eleitor na hora de decidir seu voto para vereador e deputado explicando, inclusive, a questão do coeficiente eleitoral, já mencionada aqui no blog.

Tem para Android e iOS (bom, está esperando aprovação da Apple).

ATAULIZADO: O aplicativo já está disponível na App Store!

Antes que alguém reclame que tem que ter smartphone para utilizar, é possível pelo Facebook também.

Volto mais tarde.

Ao som de Oasis – I am The Walrus

Dica de Leitura: Os Homens Que Odeiam As Feministas

Ontem, eu li o texto “Os homens que odeiam as feministas“, do Ivan Martins, para a Revista Época.

Relutei, mas ao ver as polêmicas em torno dele no Facebook, não resisti e coloco o link.

Ivan Martins

“Não é por acaso que os textos de ataque às feministas sempre arrumam um jeito de ironizar as mulheres que “vivem sem homem”. Os autores dizem que a independência afetiva das mulheres não passa de embromação. Sugerem que todas elas gostariam de ter um macho forte e provedor que as levasse pelo braço. “É genético!”, garantem. Na falta de um homem de verdade, cercadas de moleques incapazes de assumir seu lugar histórico, as solitárias inventariam fantasias de auto-suficiência.  

Eu, francamente, não sei de onde vem tanta bile. Qual é o problema das mulheres dizerem que são independentes e que vivem na boa sem um cara que conserte a pia? Em muitos casos é a pura verdade. Entre ter um casamento de merda e ir ao cinema sozinhas, escolhem a segunda opção – mas tem gente que se ofende com isso. “

E aí, o que vocês acham? Leiam lá e comentem aqui.

Volto mais tarde | Ao som de Oasis – Going Nowhere |