Café & TV: Filme, “Um Divã Para Dois”

Logo nas primeiras cenas do filme, a personagem de Meryl Streep se prepara para ter uma conversa com seu marido, interpretado por Tommy Lee Jones. Ali, naquelas poucas falas e muita expressão corporal, a atriz justifica a ideia de que vale a pena sair de casa e vê-la em ação, independente do tema do filme.

E quando esse é bem bacana, melhor ainda!

“Um Divã Para Dois” também serve para mostrar como comédias com atores mais velhos têm superado, e muito, aquelas com novinhos e bonitinhos. Exemplos? “Simplesmente Complicado”, “Alguém tem que ceder”…

Ou então, achar isso é apenas uma comprovação do quanto eu estou velha.

Não, “Um Divã Para Dois” não é do tipo de filme que mudou a minha vida, mas talvez eu ache isso por não estar casada há 30 anos. Penso que é bem possível que ele faça com que várias pessoas repensem os rumos de seus relacionamentos, a partir do momento em que mostra uma realidade que ninguém quer para si: a do casal que está há tanto tempo juntos, mas sem estar unidos, que não consegue ter mais nenhum grau de intimidade, tampouco explicar os motivos pelos quais continuam casados.

Além dos dois brilhantes atores supracitados, o filme ainda conta com a presença do Steve Carell, em uma performance que me agradou, por não ser tão caricata.

Vale a pena?

Sim. Ri bastante, relaxei e me diverti. Quem quiser ter isso, corra enquanto ele ainda está em cartaz.

Volto mais tarde | Ao som de  Diana King – I Say a Little Prayer |

Advertisements

Comentários

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s