Música do Dia: Julian Plenti – I’m A Fool To Want You

Posso agarrar o Julian Plenti (Paul) após esse cover de I’m A Fool To Want You, do Frank Sinatra?

maxresdefault

Posso?

Time and time again I said I’d leave you
Time and time again I went away
But then would come the time when I would need you
And once again these words I’d have to say

Take me back, I love you
Pity me, I need you
I know it’s wrong, it must be wrong
But right or wrong I can’t get along

Without you

É muito amor pelo cidadão.

Volto mais tarde | Ao som de Julian Plenti – I’m A Fool To Want You |

Esportes: Uma Das Melhores Imagens dos Jogos

Ainda estou em depressão pós-Jogos!

Não faltam imagens incríveis das Olimpíadas, né?

Essa, abaixo, com certeza é uma das melhores. Parece de borracha!

Sensacional o momento capturado pelo fotógrafo!

Bom, só não sei quem é o fotógrafo, para dar o merecido crédito. Alguém?

O nadador é o Ian Clark, eu acho.

Volto mais tarde.

Ao som de U2 – Lady With the Spinning Head

Medicina: Barba e Bigode Podem Evitar Câncer de Pele

Não quero nem saber se a instituição de pesquisa que divulgou esse resultado é competente, séria, bem respeitada.

Fiquei extremamente feliz ao ler a reportagem “Barba e bigode podem evitar câncer de pele, diz estudo, publicada pelo Terra. Mais um aliado na minha luta feroz contra o barbeador.

“Um novo estudo mostrou que os pelos faciais têm benefícios que vão além da estética. Pesquisadores da Austrália usaram a técnica de dosimetria – medição da quantidade de matéria e radiação tecido absorve –  e descobriram que bigodes e barbas podem reduzir o risco de câncer de pele. As informações são no site Ask Men.

Levando em conta a quantidade de radiação absorvida pela pele, homens com pelos no rosto têm três vezes menos risco de se expor ao sol e obter a doença. Mas vale lembrar que o resultado depende do comprimento dos pelos e do ângulo do sol.

Um estudo de 2009, publicado no jornal  Photochemistry and Photobiology, já havia mostrado a importância dos cabelos contra a proteção contra o câncer pele. Curiosamente, os cientistas descobriram que cabelos curtos eram mais eficazes que os mais longos para evitar a doença.”

Volto mais tarde.

Ao som de The Corrs – All In A Day

Dica de Leitura: Os Números Que Importam

Muito boa a análise feita pelo divertido Marcelo Barreto, sobre o desempenho olímpico do Brasil.

Os números que importam

Para ganhar medalhas, primeiro é preciso ter candidatos a medalhas – e o Brasil ainda produz poucos deles. Hoje, apenas duas confederações conseguem fazer um trabalho completo nesse sentido. O judô trouxe a Londres 14 atletas para as 14 categorias em disputa (só Japão e França conseguiram o mesmo); sete deles chegaram às quartas de final; quatro ganharam medalhas. O vôlei classificou o máximo possível de equipes, duas na quadra e quatro na praia; três delas chegaram às quatro finais em disputa; quatro subiram ao pódio, em todas as modalidades. Juntas, essas confederações responderam por mais da metade das medalhas do Brasil em 2012.

Volto mais tarde | Ao som de No Doubt – Settle Down |