Vídeo do Dia: Um Manifesto a Favor da Literatura

Adorei o Manifesto a favor da literatura.

A situação é preocupante: hoje, quando recomendo uma leitura da Revista piauí, por exemplo, reclamam que é muito grande. E tipo, tem 6 páginas!

Isso é deprimente

Continuar lendo “Vídeo do Dia: Um Manifesto a Favor da Literatura”

Anúncios

Cinema: O Abecedário dos Filmes

Vi isso no (excelente) blog Danomatic e tive que colocar aqui também, mesmo estando absolutamente deprimida.

São figuras que representam 130 filmes, desde a década de 60, feitas pelo designer Stephen Wildish.

Clique abaixo para ver as outras….

Continuar lendo “Cinema: O Abecedário dos Filmes”

Desperate Housewives: 8×11 “Who Can Say What’s True”

Quem são os nossos amigos? São aqueles que nos falam a verdade mesmo quando sabem que isso vai nos aborrecer. Certo?
O episódio Who Can Say What’s True foi um dos mais fracos da temporada, na minha opinião. O que não significa, nem de perto, que foi ruim.
Para continuar lendo o meu texto, lá no Canal de Séries, clique aqui.
Volto mais tarde.
Ao som de The Corrs – Hopelessly Addicted

Música do Dia: The Cardigans – Don’t Blame Your Daughter

Excelente, maravilhosa, música do The Cardigans sobre algo que as pessoas, cada vez mais, a cada dia que passa, se recusam em fazer: assumir responsabilidade sobre seus atos.

The Cardigans - Don't Blame Your Daughter

And the song you sing today
Wasn’t always in your head
The words you try to say
Are the ones you should’ve said
They’re glistening like diamonds
Go out and find them, boy!

The world is full of diamonds
Go out and find them
But don’t blame your daughter

Volto mais tarde | Ao som de The Cardigans – Don’t Blame Your Daughter |

Música do Dia: Blur – Beetlebum

Não consigo nem acreditar que já se passaram 15 anos do lançamento dessa música. #estouvelha

Uma das mais lindas, de uma das minhas bandas favoritas.

Blur é tudo nessa vida, assim como Beetlebum!

Blur - Beetlebum

And when she lets me slip away
She turns me on and all my violence gone
Nothing is wrong, I just slip away and I am gone
There’s nothing wrong, she turns me on
I just slip away and I am

Não conhece? Dê a você mesmo esse presente e escute essa maravilha da música inglesa!

Volto mais tarde | Ao som de Blur – Beetlebum |

Hoje…Algum Tempo Atrás: Três Décadas Sem Elis Regina

Pessoas que frequentam o words of leisure já devem ter percebido que música brasileira não é o meu forte né? Isto é um fato que, nem se quisesse, conseguiria esconder.

Mas é óbvio que tem muitos artistas que eu gosto demais e que acho que não devem absolutamente nada aos lá de fora. Inclusive, os sobrepõem fácil. Elis Regina está, certamente, entre eles.

Fonte: estadao.com.br

Mas ainda assim, pouco conheço. E é por isso que estou maravilhada com esse especial feito pelo Estadão. Tem músicas, áudios raros, entrevistas (com ela e outros artistas).

E uma barra que, ao rolar, mostra a semelhança dela com a filha. Bacana demais.

Pode ser lugar comum colocar “Como nossos pais”, mas essa apresentação que fez no Fantástico é impressionante. Ela cantava com a alma. Só isso.

Encerro com a frase abaixo. Sensacional.

Adorei!

 Entrem no site do Estadão porque vale a pena!

Deixo também o link para o 1001 covers, que fala mais sobre Como Nossos Pais.

Volto mais tarde | Ao som de Elis Regina – Como Nossos Pais |

Música do Dia: Keane – Bedshaped

Como estou feliz com o email que recebi do Keane anunciando que o novo álbum está finalizado, a banda entra no [Música do dia].

E com estilo, pra mim, já que coloco de cara a minha música favorita.

Keane - Bedshaped

You’ll follow me back
With the sun in your eyes
And on your own
Bedshaped
To legs of stone

You’ll knock on my door
And up we’ll go
In white light
I don’t think so

Tom Chaplin gorducho!!

Volto mais tarde | Ao som de Keane – Bedshaped |

Dicas de Maquiagem: Os Pincéis

Acho que desde a criação do words of leisure, esse é o post mais menininha que já fiz :-)

Só que nem é meu, é mais um compartilhamento.

Vi o post feito pelo blog E aí, Beleza? sobre pincéis de maquiagem.

Eu tenho alguns e, a cada dia que passa, gosto mais e mais do assunto. Por isso, compartilho, já que achei super útil.

Quantos/Quais pincéis eu preciso ter para me maquiar? Guia de pincéis. 

Volto mais tarde | Ao som de Radiohead – Karma Police |

Esportes: E a Williams Volta a Ter Um Senna

Saiu na imprensa ontem: após 18 anos, a Williams volta a ter um Senna no seu staff, aparentemente levando uma bagatela de R$30 milhões (cacilda) para Grove.

Bom, e após 19 anos, parece que teremos uma F1 sem Rubens Barichello. Não sou a maior fã dele, mas que será esquisito será. É um cara que fez mais pela categoria que muitos serão capazes de reconhecer. Uma pena. Mas a vida continua…..

Comentário do Flávio Gomes, aqui, e do Victor Martins, aqui.

ATUALIZADO:

Coloco, também, o excelente texto do Flávio Gomes, sobre a saída do Rubens. Sorry for Rubens 

“Rubens tuitou que estava fora da Williams pouco antes do anúncio oficial da equipe. E disse que seu futuro está aberto. Claro que o futuro está aberto. Sempre está. Ninguém sabe o que vai acontecer no próximo minuto. A questão é saber o que fazer com o futuro. É com isso que Barrichello tem de se preocupar agora. E, sinceramente, ninguém precisa ficar sorry for Rubens. O cara é jovem, tem grana, saúde, família, casa, comida e roupa lavada. Ninguém fica a vida toda correndo de F-1. E se a paixão pela velocidade é tamanha, está cheio de coisa legal para fazer ainda em carros de corrida pelo mundo afora.”

Volto mais tarde.

Ao som de Ocean Colour Scene – The Circle

Visão do Futuro: Riley e a Indústria dos Brinquedos

Quando eu era criança, detestava rosa e gostava de jogar bola com os meninos.

Compreensível eu ter amado esse vídeo né?

That’s the spirit, Riley!

Ps: Hoje eu gosto de rosa e ainda gosto de jogar bola com os rapazes.

Volto mais tarde.

Ao som de The Cranberries – Free to decide (juro que é coincidência)

Música do Dia: John Mayer – Vultures

Não sou muito fã do John Mayer pessoa, mas gosto do músico.

John-Mayer1_playing

ADORO essa música! Demais da conta!

Down to the wire
I wanted water but
I’ll walk through the fire
If this is what it takes
To take me even higher
Then I’ll come through
Like I do
When the world keeps
Testing me, testing me, testing me 

Volto mais tarde | Ao som de John Mayer – Vultures |

News – Café & TV: Os Vencedores do Globo de Ouro

Foi ontem a cerimônia do Globo de Ouro.

Eu vi o início, mas essas premiações são chatas demais. O que valeu foi acompanhar através do Canal de Séries, Petiscos e o divertidíssimo Pílula Pop, com comentários super ácidos.

Fonte: canaldeseries.blogspot.com

Continuar lendo “News – Café & TV: Os Vencedores do Globo de Ouro”