Meu Ingresso: Tears for Fears, “Década Perdida, Uma Ova”

Alguém poderia me falar quem foi o mané que disse que a década de 80 foi “a perdida”, para que eu possa dar um Pedala Robinho nele? Afinal, pode até não ter sido boa economicamente, mas musicalmente foi incrível e é isso o que realmente importa, certo? *

Depois de fazer uma contagem regressiva para o show do Tears for Fears, não poderia deixar de falar como foi né?

Retirada do Flickr do Chevrolet Hall. Crédito: Gualter Naves

Muitas pessoas estranharam o fato da contagem ter acontecido, mas ela teve um motivo muito importante:

Ano passado eu assisti o Phoenix aqui em BH que foi, provavelmente, o pior show internacional que eu fui na minha vida. Mas coitados, nem foi culpa deles. Eu simplesmente não consegui entrar no clima porque naquele mesmo momento o Paul McCartney tocava em São Paulo.

E o mesmo esteve perto de se repetir, já que eu não estava no show do Eric Clapton no Rio. Mas eu me recusei. Dessa vez não deixaria o mesmo acontecer, já que eu gosto bastante dos amigos de Bath.

Então, para os que estranharam, esta aí a explicação da Contagem Regressiva: ausência de Eric Clapton! Aliada a um boa dose de alegria de ver os rapazes aqui em BH.

Fiquei feliz demais que a tática feita por mim, para mim mesma ter funcionado tão bem, simplesmente porque o show foi muito, muito bom! Muito mesmo!

Mais uma vez BH me surpreendeu positivamente, lotando o Chevrolet Hall e interagindo demais com a banda.

Retirada do Flickr do Chevrolet Hall. Crédito: Gualter Naves

A sequência: Everybody wants to rule the world, Secret world e Sowing the seeds of love foi de matar! Sensacional!

Sim, eles tocaram Sowing the seeds of love e fizeram de mim uma pessoa muito feliz!

Pra mim, não faltou nenhuma música! Tocaram todas que eu queria ouvir! E COMO tocaram!

Roland Orzabal, Curt Smith e sua trupe são muito bons ao vivo! Eles tocam igual aos discos! Impressionante, ainda mais porque não têm mais 20 anos de idade!

Destaco também o careca (não sei o nome) que cantou Woman In Chains! Ele fez a voz da Oleta Adams! Absurdo! Impressionante! Bacana demais ver a reação do pessoal quando ele canta! Incrível!

Bom, pra resumir: que forma incrível de fechar um domingo, com uma grande banda fazendo um grande show e sendo respondida pelo público.

Muito, muito bom!

Já que tem quem se preste a filmar durante o show, coloquei alguns vídeos bons. Recomendo demais que assistam o de Shout, abaixo, pelo menos o início, porque é importante enfatizar os momentos em que BH manda bem!

* Provocação básica aos meus amigos economistas.

Volto mais tarde | Ao som de Tears For Fears – Woman in Chains |

Comentários

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s