Música do Dia: Wilco – We’re Just Friends

Nossa, que música triste.

Ai, que música linda.

Wilco - We're Just Friends

Over and over and over again
I say that were just friends

Forget the implications
Infatuations end

Volto mais tarde | Ao som de Wilco – We’re Just Friends |

No Meu iPod: Noel Gallagher’s High Flying Birds, “Noel Gallagher’s High Flying Birds”

Na minha opinião, o melhor álbum do ano. Sem mais.

Sem mais uma ova, né? Cliquem abaixo que o texto continua.

noel_gallagher_high_flying_birds_

Continuar lendo “No Meu iPod: Noel Gallagher’s High Flying Birds, “Noel Gallagher’s High Flying Birds””

Desperate Housewives: 8×05 “The Art of Making Art”

Já está, no Canal de Séries, a minha review do último episódio de Desperate Housewives, “The art of making art”.

dh
Felicity Huffman merece o Globo de Ouro, Emmy, viu? Incrível atriz!

Vejam lá e comentem. Link aqui.

Volto mais tarde | Ao som de Noel Gallagher’s High Flying Birds – If I Had a Gun |

Música do Dia: R.E.M. – We All Go Back To Where We Belong

O pesar pelo fim do R.E.M continua, afinal, a não ser que um dia eles mudem de ideia, eu ficarei sem tê-los visto ao vivo. E isso é triste.

Para a coletânea que será lançada, com o nome Part Lies, Part Heart, Part Truth, Part Garbage: 1982 – 2011, eles já estão promovendo um single.

rem-we2

A música, belíssima, se chama “We all go back to where we belong”, e tem dois vídeos diferentes: um com a atriz Kirsten Dunst e outro com o artista e poeta John Giorno.

Bacanudos.

I can taste the ocean on your skin
That is where it all begins
I dreamed that we were elephants
Water, sand, clouds of dust
And woke up thinking we were free

Volto mais tarde | Ao som de R.E.M. – We All Go Back To Where We Belong |

Vídeo do dia: Abertura Humana dos Simpsons

Não acreditei quando vi esse vídeo!

Post incrivelmente dedicado ao meu amigo, catador de cogumelos, Breno Gil. Saudades, coisa.

Atualizado:

A … FOX tirou o vídeo do ar por conta de direitos autorais. Uma pena.

Volto mais tarde.

Ao som de Norah Jones – In The Morning

Meu Ingresso: Eric Clapton: Seres paranormais existem. É a única explicação.

Quando escrevi sobre o (excelente) show do Tears For Fears, contei que fiz a contagem regressiva para o mesmo porque estava em estado de semi-depressão por não ir ao show do Eric Clapton. Mas aos 40 minutos do segundo tempo, tudo mudou e lá fui eu, acompanhada pela primogênita….

eric-clapton-sao-paulo-20111012-13-size-598
(Marcos Hermes/VEJA)

A minha história de verdadeira adoração ao Sr. Clapton, (a.k.a. Deus), é relativamente recente. Por mais que eu gostasse demais das músicas dele, desde que me entendo por gente, não conhecia muito.

Mas tudo mudou depois que li a sua autobiografia, que foi tema do meu primeiro post, de fato, aqui no words of leisure. A partir dali, a admiração deixou de ser apenas relacionado a um dos melhores guitarristas da história para ser uma que diz respeito ao HOMEM. Sim, um que cometeu erros absurdos mas que deu algumas voltas por cima que o tornam um dos meus maiores ídolos, hoje.

Com esse espírito, fui para o Morumbi com a minha irmã e o pessoal da Oikos Tour Operator*, aonde fomos agraciados pelo incrível show de abertura feito pelo Gary Clark Jr! Eu, normalmente, odeio a ideia de ter que assistir esses shows e esperar pelo artista principal. Mas o rapaz me provou o contrário e fez uma performance que me deixou de queixo caído. Um incrível guitarrista, muito visceral. Já fui atrás e super recomendo o The Bright Lights EP. Abaixo, o vídeo da música Bright Lights.

Quando Eric Clapton entrou no palco e começou a tocar Key To The Highway eu entendi que estava pra viver um dos momentos que contarei para filhos, netos, bisnetos….

O apelido de “Deus” não foi dado por mim, mas o que tenho a dizer é que eu não discordo dele. O que o Slowhand faz com a guitarra não é humano. Não pode ser. Um talento daquele não é normal.

Em Old Love, vivi algo único na minha vida. Estava lá, babando ao ver o homem tocar quando, de repente, vi que estava chorando. Não senti a emoção vindo tampouco tentei controlar. Simplesmente chorei, por conta de uma das coisas mais bonitas que vi em toda a minha vida.

O meu único pesar foi ter visto Layla sendo tocada acústica. Sim, ela continua maravilhosa, uma das minhas músicas favoritas na vida. Saber que seria tocada assim, previamente, diminuiu a tristeza, mas não tem como: queria a versão Derek and the Dominos. O riff inicial é antológico! Fica pro próximo. Farei o “esforço” de ir a shows do Eric Clapton, enquanto for possível, só para ver a versão abaixo. Uma das coisas mais lindas da história da música.

 

Ps: Olha o baterista do Paul ali! :-)

Um set list que durou 1:40, de um artista tímido, que pouco conversa com o público, mas não tem problema. Não precisa. A guitarra fala por ele…

Que ano incrível esse de 2011, que eu vi dois mitos da música e estou para ver o terceiro. Agradecimentos ad eternum.

Demorei para escrever esse texto porque não queria escrever com pressa, queria fazer jus a um show que entrou para o Top 3 da minha vida. Não acho que fiz, mas tentei.

Set List

“Key To The Highway”

“Tell The Truth”

“Hoochie Coochie Man”

“Old Love”

“Tearing Us Apart”

“Driftin’ Blues”

“Nobody Knows You When You’re Down and Out”

“Lay Down Sally”

“When Somebody Thinks You’re Wonderful”

“Layla”

“Badge”

“Wonderful Tonight”

“Before You Accuse Me”

“Little Queen of Spades”

“Cocaine”

Bis

“Crossroads”

* Momento “propaganda voluntária” mesmo, afinal, a excursão foi muito boa! Recomendo!

Volto mais tarde | Ao som de Derek And The Dominos: “Layla And Other Assorted Love Songs” |

SalvarSalvar

Música do Dia: Julian Plenti – Games For Days

Difícil escolher o mais atraente: Julian Plenti ou Paul Banks?

;-)

JulianPlenti4

In your eyes, I am magnified
I peep your sides, I do fantasize
I make your mind, and pretend that you’ve lied

I take it all the way, I take it all the way
‘Cause you taste just like the river

Baby, you’ve played my heart,
But the way that you’ve played, it was art

Volto mais tarde | Ao som de Julian Plenti – Games For Days |

Hoje…Algum Tempo Atrás: 20 Anos Do Tri do Senna

Três dias atrás eu falei sobre os 30 anos do primeiro título mundial de F1 do Piquet.

Outubro é bem especial para o Brasil hein? Não tinha essa noção! Bacana demais!

8724302.ayrton_senna_no_gp_do_brasil_grande_premio_353_498
Vitória épica. Coisa linda. Fonte: grandepremio.com.br

Continuar lendo “Hoje…Algum Tempo Atrás: 20 Anos Do Tri do Senna”

Música do Dia: The Stone Roses – I Wanna Be Adored

Está difícil ouvir outra coisa hoje (não que não tenha escutado), depois da notícia que postei aqui mais cedo.

Que banda! Que boa forma de fechar o dia!

The Stone Roses - I Wanna Be Adored

I don’t have to sell my soul
He’s already in me
I don’t need to sell my soul
He’s already in me
I wanna be adored
I wanna be adored
I don’t have to sell my soul
He’s already in me
I don’t need to sell my soul
He’s already in me

I wanna be adored

Volto mais tarde | Ao som de The Stone Roses –  I Wanna Be Adored |

R.I.P.: Dan Wheldon (22/6/1978 – 16/10/2011)

Morreu ontem o piloto da Indy, Dan Wheldon.

Essa é uma categoria que eu não acompanho muito de perto, como tento fazer com a F1, mas ainda assim…

8695028.dan_wheldon_indy_500_milhas_de_indianapolis_333_499
Fonte: grandepremio.com.br

Por mais que os caras coloquem as suas vidas em risco, ao andar a 200 km/h, sempre fico triste quando um acidente grave acontece, ainda mais quando leva a morte.

Dan Wheldon era inglês, estava com 33 anos e deixa sua esposa com dois filhos, um de 2 anos e outro de apenas 6 meses.

Abaixo, o acidente. Que horror.

Descanse em paz.

Para quem quiser acompanhar o caso, recomendo o Grande Prêmio.

Post atualizado! 17 de outubro, 18:40

Coloco aqui belos textos do Flávio Gomes e do Victor Martins:

Dan Wheldon

12′ de silêncio

Sobre morte e corridas

Viado, filho da puta. (Isso mesmo, vale muito a pena ler. Belo texto do Victor)

Volto mais tarde | Ao som de Aerosmith – Deuces Are Wild |

Hoje…Algum Tempo Atrás: Primeiro Título Mundial do Piquet

Há exatos 30 anos atrás, Nelson Piquet ganhava seu primeiro título mundial de Fórmula 1.

Eu não o vi correr, então o que sei dele será baseado, sempre, em informações de terceiros (vídeos, imagens, reportagens)….

piquetvegas81
Piquet em Las Vegas, 1981. Fonte: grandepremio.com.br

Continuar lendo “Hoje…Algum Tempo Atrás: Primeiro Título Mundial do Piquet”

Dicas: 16 Formas De Simplificar a Sua Vida

Achei essas dicas no blog do Tom Basson e vou tentar aplicá-las. São 16 formas de simplificar as nossas vidas.

A ideia é que com tanta informação que temos acesso, hoje em dia, é muito fácil ficar sobrecarregado de tarefas. Então, é tentar realizar a frase “Tem que ser gênio para viver uma vida simples”.

Ps: Os comentários entre parênteses são meus.

1. Desligue toda a tecnologia por 60 minutos/dia e foque no que é mais importante do seu trabalho. (60 minutos??? Se for dormindo, eu consigo. Acordada eu não garanto…)

2. Não cheque seu e-mail no início da manhã. (Esse eu consigo, enquanto o meu telefone não voltar pra mim rs)

3. Comece o dia com exercício físico. (Minha academia não abre antes do horário que eu saio para o trabalho. Não rola.)

4. Seja obediente com o sabbath. Isso significa aprender como descansar e recarregar as baterias. Tirar um dia inteiro da semana como dia da recuperação. (Até o final do ano eu acho que é praticamente impossível)

5. Aprenda a dizer não (ISSO EU CONSIGO!)

6. Planeje a sua próxima semana. Tipo, tentar antecipadamente deixar espaço para trabalho, diversão, esporte, etc. (Acho que esse também rola)

7. Não atenda o telefone todas as vezes que ele tocar (Fácil!)

8. Acorde cedo. (Não tenho opção!)

9. Durma cedo (Juro que tento!)

10. Coma um grande e saudável café da manhã (Faço isso todos os dias!)

11. Limpe seus armários. Livre-se de todas as coisas que você nunca usa, ou que não usa mais (Ok, também rola).

12. Pare de assistir televisão. Ou então corte para 1 hora por dia. (Considerando que eu assisto as minhas séries no computador, fica fácil rs.)

13. Certifique-se que você planeje um feriado (ou férias) bacana por ano, que deve durar ao menos 10 dias. (Só ano que vem!)

14. Aprenda a proteger o seu tempo. Dados dizem que trabalhadores são interrompidos a cada 11 minutos. Distrações atrapalham a produtividade e complicam a sua vida. (Acho que esse também é possível)

15. Faça seus serviços bancário pela internet. (Faço quase todos. Os que não faço é porque não sei como)

16. Use o Evernote.

Volto mais tarde | Ao som de Julieta Venegas – Eres Para Mí |