Dica de NYC: A cidade em 5 dias

O blog Táxi Amarelo (já recomendado aqui) fez uma sequência super bacana de posts, com uma coleção de coisas a se fazer em Nova Iorque, por cinco dias.

A ideia da Gisela Gueiros foi imaginar:

a seguinte situação: se eu voltasse a morar no Brasil e depois de um ano viesse a Nova York, que lugares eu gostaria de visitar? Que programas iria fazer?

Achei bem legal e salvei os links para recomendar por aqui. Em setembro do ano passado. Procrastinei tanto que acabei me esquecendo deles…

Cacilda. É a vida.

taxiamarelo

Continuar lendo

Música do Dia: The Killers – The World We Live In

Adoro.

The Killers - The World We Live In

I gotta believe it’s worth it
Without a victory,
I’m so sanctified and free
Well maybe I’m just mistaken

Lesson learned and the wheels keep turning

This is the world that we live in
I can’t take blame for two
This is the world that we live in
And maybe we’ll make it through

Volto mais tarde | Ao som de The Killers – The World We Live In  |

Música do Dia: No Doubt – Simple Kind of Life

Após o post feito mais cedo, não tinha como ser outra banda…

No-Doubt-Simple-Kind-Of-Li-230434

Ainda mais com essa música, que é sensacional.

Sou muito fã da entrega da Gwen nas músicas.

Now all those simple things are simply
Too complicated for my life
How’d I get so faithful to my freedom?
A selfish kind of life
When all I ever wanted was the simple things
A simple kind of life

Volto mais tarde | Ao som de No Doubt – Simple Kind of Life |

No iPod: Gwen Stefani é a pessoa mais amável do mundo: saiba por que somos todos loucos por ela

O Portal Vírgula fez esse especial sobre a Gwen Stefani e eu não tinha como não colocar aqui:

Gwen Stefani é a pessoa mais amável do mundo: saiba por que somos todos loucos por ela

Eu concordo com tudo que está ali e mais um pouco.

Principalmente, ela estar a frente de uma das bandas mais f… nos últimos tempos. E ter uma das melhores presenças de palco, ever.

Amo demais.

Gwen-no-The-Voice

Destaco:

- Aproveita tudo que a vida lhe dá (seja bom ou não)

Sabe aquele velho ditado: “Se a vida lhe deu limões, faça uma limonada”? Bom, Gwen Stefani, mais que uma limonada, aproveitou os “limões” da vida pra fazer logo um belo mojito. Quando ela terminou o seu relacionamento de sete anos com o baixista Tony Kanal, ela teve escreveu Don’t Speak, lançada em 1996. A canção foi responsável por consagrar o No Doubt, foi indicada ao Grammy e é uma das melhores músicas sobre términos de relacionamentos que existem (talvez ao lado de You Oughta Know, da Alanis Morissette).

Para ver os outros itens, basta clicar na figura acima.

Volto mais tarde | Ao som de No Doubt – Easy |

Tirinha do Dia: O mundo segundo as propagandas

Esse “Quadrinhos Ácidos” é muito bom.

O Modinha Gourmet foi super bem aceito aqui no blog.

Acho que esse, abaixo, também será…Espero.

propagandas

Esse Pedro Leite é muito talentoso.

Volto mais tarde | Ao som de The Pretenders – I Go To Sleep |

Música do Dia: Maroon 5 – Shiver

Sim, eu gosto.

maroon-5

You chew me up
And spit me out
Enjoy the taste
I leave in your mouth
You look at me
I look at you
Neither of us know what to do

Volto mais tarde | Ao som de Maroon 5 – Shiver |

Música do Dia: Love Spit Love – How Soon Is Now?

Gosto desse cover. Claro, nada que se compare ao original, mas é uma boa versão.

Love Spit Love - How Soon Is Now

When you say it’s gonna happen now
When exactly do you mean?
See I’ve already waited too long
And all my hope is gone

Volto mais tarde | Ao som de Love Spit Love – How Soon Is Now |

Música do Dia: The Cardigans – Don’t Blame Your Daughter

Amorzões…

The Cardigans - Don't Blame Your Daughter

And the song you sing today
Wasn’t always in your head
The words you try to say
Are the ones you should’ve said
They’re glistening like diamonds
Go out and find them
But don’t blame your daughter

Volto mais tarde | Ao som de The Cardigans – Don’t Blame Your Daughter |

Dica de Instagram: Encolhi As Pessoas, por Renan Viana

Quando postei sobre a Florigrafia aqui no words of leisure, escrevi sobre como conheci o trabalho, através da Natália Viana:

Aconteceu quando ela começou a seguir o wol lá no Instagram (para acessar, clique aqui). Os comentários que ela escrevia eram de uma ternura tão grande que fui ver o perfil dela. Foi quando eu me deparei com um trabalho incrivelmente delicado e bem feito.

E não é que, ao conhecer o trabalho da Natália, eu não somente passei a acompanhar a Rafaela Melo e a Florigrafia, mas também me deparei com outro trabalho sensacional?

É o Encolhi as Pessoas.

Continuar lendo

Música do Dia: Sheryl Crow – Strong Enough (Featuring Dixie Chicks)

Strong Enough é, disparada, uma das minhas músicas favoritas da Sheryl Crow.

E essa versão com as Dixie Chicks é sensacional.

Sheryl Crow - Sheryl Crow And Friends - Inlay

O vídeo não é dos melhores, mas o audio está ok.

God, I feel like hell tonight
Tears of rage I cannot fight
I’d be the last to help you understand
Are you strong enough to be my man? my man…

Volto mais tarde | Ao som de Sheryl Crow – Strong Enough (Featuring Dixie Chicks) |

Frase do Dia: Mandela e o que uma nação faz com os seus piores

IMG_0180

A frase foi divulgada, pelo History Channel, como parte das homenagens ao Mandela. Só vi hoje.

Volto mais tarde | Ao som de The Rolling Stones – Out of Tears |

Música do Dia: Noel Gallagher’s High Flying Birds – Do The Damage

Já tem alguns dias que saiu o clipe de Do The Damage, mas não consegui postar antes…

Amoreco meu.

do-the-damage-noel-gallagher-youtube-audio-stream-lyrics-750x570

There’s gold in the city
But never quite enough now to pay the rent
You could of had it all but the pity
Is everything you’re gonna need is heaven sent

Maybe the dream that we had is gone
The people round here are like a setting sun
They’re pickin’ you up when they’re knocking you down
But they can’t stop me from loving you

Volto mais tarde | Ao som de Noel Gallagher’s High Flying Birds – Do The Damage |

Dica de SP: Ron Mueck, na Pinacoteca

Em uma passagem super ultra mega rápida por São Paulo, tive a oportunidade de ver uma das exibições mais incríveis da minha vida.

Eu não sou de me atrever a escrever sobre Artes, porque delas pouco entendo.

Mas o que sinto eu entendo e, ao visitar a exposição do Ron Mueck na Pinacoteca, não conseguia acreditar que aquilo que via eram esculturas.

Casal_ron

Sério?!

Olhem para a figura acima e me digam como que esse senhor não é uma pessoa? Que não é pele, que não são rugas isso que enxergamos?

Inacreditável!

ronmueckcasal

Como diz matéria do Hypeness:

Serão expostas 9 obras feitas de fibra de vidro e de silicone, que impressionam por suas proporções e também por seu realismo. Mueck é capaz de captar as mais íntimas expressões do rosto humano, de forma tão fiel que é possível acreditar que se tratam mesmo de pessoas em ações do cotidiano.

Ron_mueck_05-bx_1000

Esse olhar, acima, foi uma das coisas que mais me impressionou na exposição inteira.

Meu único lamento foi não ter pesquisado mais sobre o artista antes de ter ido. Porque saí de lá querendo saber tudo dele.

Virei fã.

Recomendo horrores a todos que passarem por São Paulo, até o dia 22 de Fevereiro 2015.

Não deixem de observar os dentes, a pele, as unhas. Impressiona pensar que o que está ali é resina, fibra de vidro, silicone, acrílico….

O cara é genial. Genial.

Vale a pena entrar no site da Pinacoteca e ver informações de horários e dias que a Pinacoteca ficará aberta ao final do ano.

Fica a dica.

Aproveitem!

Volto mais tarde | Ao som de No Doubt – Easy |